Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Macron deve admitir derrota e formar governo com a esquerda”, afirma Mélenchon

    Líder de coalizão de esquerda celebrou resultado eleitoral deste domingo

    Jean-luc Mélenchon discursa após fechamento das urnas
    Jean-luc Mélenchon discursa após fechamento das urnas Reuters

    Da CNN

    O presidente francês Emmanuel Macron deve admitir a derrota nas eleições parlamentares francesas, onde a aliança de esquerda Nova Frente Popular (NFP) conquistou o maior número de assentos, embora não tenha alcançado a maioria absoluta, e Macron deveria apelar ao NFP para formar um novo governo, disse neste domingo (7) o líder da coalizão vencedora, Jean-Luc Mélenchon.

    Mélenchon ainda pediu que o primeiro-ministro atual, Gabriel Attal, deixe o cargo, abrindo espaço para a indicação de um gabinete liderado pela esquerda. Mélenchon é a principal figura do partido de esquerda França Insubmissa, que faz parte do bloco NFP.

    Boca de urna

    Uma estimativa da IFOP para a emissora TF1 disse que a Nova Frente Popular poderia ganhar 180-215 assentos no parlamento no segundo turno de votação, enquanto uma pesquisa Ipsos para a France TV projetou 172-215 assentos para o bloco de esquerda.

    Uma pesquisa da Opinionway para a C News TV disse que a Nova Frente Popular ganharia 180-210 assentos, enquanto uma pesquisa Elabe para a BFM TV projetou uma faixa de 175-205 assentos para eles.

    O bloco centrista do presidente Emmanuel Macron estava à frente do partido RN, de Marine Le Pen, na batalha pelo segundo lugar, de acordo com estas sondagens.

    São necessários 289 assentos para obter a maioria absoluta na Assembleia Nacional, a câmara baixa do parlamento francês.

    (Com informações da Reuters)