Pais indiciados como cúmplices de atirador são detidos pela polícia nos EUA

James e Jennifer Crumbley foram encontrados pelos agentes de segurança em Detroit na madrugada deste sábado (4)

Carolyn SungShimon Prokupeczda CNN

Ouvir notícia

Os pais de Ethan Crumbley, o suspeito do tiroteio na Oxford High School, foram presos na madrugada deste sábado (4) em Detroit, informaram as autoridades.

James e Jennifer Crumbley foram encontrados no primeiro andar de um prédio industrial, perto de onde seu veículo foi visto durante a noite, disse o porta-voz da Polícia de Detroit, Rudy Harper, à CNN.

Os Crumbleys foram acusados ​​na sexta-feira (3) de quatro acusações de homicídio involuntário pelo tiroteio que seu filho, Ethan, é acusado de realizar na terça-feira (30/11), quando quatro estudantes foram mortos e sete outros feridos na Oxford High School.

As autoridades estavam procurando por eles desde que o casal perdeu a audiência que estava marcada para a tarde de sexta.

As autoridades ofereceram uma recompensa de até US$ 10.000 (cerca de R$ 56.000) por informações que poderiam levar à prisão deles.

Dois advogados que trabalhavam com o casal disseram que eles deixaram a cidade na noite do tiroteio “para sua própria segurança” e não estavam fugindo.

Mas os promotores estavam preocupados com a fuga do casal, e as autoridades tiveram problemas em localizar o casal Crumbley depois que seu filho foi processado, disse uma fonte à CNN.

Um oficial disse à CNN que os pais retiraram US$ 4.000 (cerca de R$ 22.000) de um caixa eletrônico em Rochester Hills, Michigan, na sexta.

A polícia estava rastreando o paradeiro do casal por meio de pings de celular, mas o sinal caiu porque os telefones celulares do casal foram desligados, disse o oficial.

Ethan Crumbley, 15, foi acusado quando adulto de terrorismo, assassinato e outras acusações no tumulto ao norte de Detroit que também deixou sete pessoas feridas. O tiroteio foi o mais mortal em uma escola dos EUA desde 2018 e o 32º ataque desde 1º de agosto.

Mais Recentes da CNN