Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Presença de Lula no Catar aumenta peso para repatriação de brasileiros de Gaza, diz professor

    À CNN Rádio, Lucas Carlos Lima explicou que o Catar é o principal articulador na região

    Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
    Presidente Luiz Inácio Lula da Silva 01/11/2023REUTERS/Adriano Machado

    Amanda Garciada CNN

    A presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Catar “aumenta o peso” para que as autoridades catari ajudem na negociação para repatriar os brasileiros que estão na Faixa de Gaza.

    Esta é a avaliação do professor de direito internacional da UFMG Lucas Carlos Lima.

    Lula viaja nesta segunda-feira (27) para agenda internacional que passará por Arábia Saudita, Catar, Emirados Árabes Unidos e Alemanha.

    “A reunião de Lula com o emir catari implicará atenção especial ao tema,” disse o professor, à CNN Rádio.

    Ele afirmou que “existe expectativa do Brasil de que a presença aumenta pressão e chance para que Hamas e autoridades permitam a aceleração da saída dos brasileiros e aumenta chances de o pedido ser atendido.”

    Lucas Carlos Lima defende que essas chances de negociações são altas, mas “dependem do futuro do conflito.”

    “Se a trégua [no conflito] for prolongada, e existem pressões para que isso aconteça, haverá maior saída de civis”, completou.

    Veja mais: Menino corre para o pai após 50 dias como refém do Hamas

    O especialista acredita que tanto Hamas, quanto Israel têm interesse em continuar a negociação, já que ainda há reféns e prisioneiros a serem trocados.

    O Catar, que tem sido o principal intermediador do conflito, segundo o professor, “se coloca como principal articulador porque sempre cultivou diálogo com Israel e diferentes organizações palestinas, e tem interesse em exercer a liderança na região”.

    *Com produção de Isabel Campos