Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Zelensky diz esperar progresso em proposta de adesão à União Europeia em meses

    Pedido de adesão ao bloco foi assinado em 28 de fevereiro; por outro lado, há recuo quanto ao interesse de integrar a Otan

    Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy.
    Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy. 25/02/2022Serviço de Imprensa da Presidência da Ucrânia/Divulgação via REUTERS

    Tiago Tortellada CNN*

    O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse que conversou com a chefe da Comissão Europeia (CE), Ursula von der Leyen, nesta sexta-feira (18) e que espera progresso no pedido de adesão do país à União Europeia (UE) nos próximos meses.

    “Tive uma conversa substancial com a presidente da CE”, informou Zelensky pelo Twitter. “O parecer da CE sobre o pedido de adesão da Ucrânia à União Europeia será preparado dentro de poucos meses. O governo ucraniano e a CE estão instruídos. Nos movendo juntos para nosso objetivo estratégico.”


    O pedido de adesão ao bloco foi assinado no dia 28 de fevereiro pelo presidente ucraniano, durante o quinto dia de guerra, requisitando um procedimento especial para que a avaliação fosse feita rapidamente.

    Von der Leyen já afirmou que apoia a entrada da Ucrânia na UE, país que considerou “um de nós”.

    A Ucrânia, ao menos antes da guerra, tinha interesse em ingressar a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), um dos motivos que especialistas apontam para a investida russa. Putin considera a expansão do bloco uma ameaça à estabilidade da segurança na Europa.

    Nesta semana, Zelensky disse “não esperar a Ucrânia tão cedo” na Otan, o que pode ser considerado um recuo na posição de seu governo visando as negociações com a Rússia. As últimas conversas esbarraram em “diferenças fundamentais”, de acordo com um dos negociadores.

    *com informações da Reuters