Presidente da Ucrânia insiste em se encontrar com Putin, diz agência

Informação foi dada pela agência de notícias Interfax Ucrânia, citando entrevista

Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, faz pronunciamento nesta quarta-feira (23).
Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, faz pronunciamento nesta quarta-feira (23). Reuters

Ron Popeskida Reuters

Ouvir notícia

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky disse em entrevista que uma reunião com Vladimir Putin é necessária para determinar a posição da Rússia sobre o fim da guerra que ele iniciou na Ucrânia. A informação foi dada à agência de notícias Interfax Ucrânia.

Zelensky, entrevistado por canais de televisão públicos de países europeus, também disse que não seria possível tomar uma decisão em tal reunião sobre o que deve ser feito com os territórios ocupados na Ucrânia.

Mais cedo, Zelensky, havia dito que “qualquer compromisso que for acordado com a Rússia vai demandar um referendo [uma consulta popular]”.

A afirmação foi dada pelo líder ucraniano, que reiterou à empresa de radiodifusão da Ucrânia.

“O povo terá que se manifestar e responder a qualquer forma de acordo. E como eles [acordos] serão formulados será assunto de nossas conversas e entendimento entre a Ucrânia e a Rússia“, explicou o presidente.

As questões que podem ser levantadas em qualquer referendo poderiam dizer respeito aos territórios ocupados pelas forças russas, incluindo a Crimeia, e as garantias de segurança oferecidas à Ucrânia por outros países em vez da adesão do país à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), disse.

Ainda nesta segunda-feira, a Ucrânia disse que não obedecerá aos ultimatos da Rússia depois que Moscou exigiu que pare de defender a sitiada Mariupol, onde centenas de milhares de civis estão sofrendo com os bombardeios russos que devastam sua cidade. 

Mariupol tornou-se um ponto focal do ataque da Rússia à Ucrânia, mas os ataques também foram intensificados na segunda cidade do país, Kharkiv.

Mais Recentes da CNN