Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Putin fala em “troca sincera” e “produtiva” após encontro com Kim Jong-un

    Presidente da Rússia e líder norte-coreano estiveram juntos por cerca de cinco horas.

    Kim Jong-un passou cinco horas com Vladimir Putin nesta quarta-feira (13)
    Kim Jong-un passou cinco horas com Vladimir Putin nesta quarta-feira (13) Reuters

    Anna Chernovada CNN

    O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que seu primeiro dia de conversações com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, foi “altamente produtivo”, envolvendo uma “troca franca de pontos de vista” sobre assuntos regionais e relações bilaterais.

    A dupla passou cerca de cinco horas juntos nesta quarta-feira (13), segundo a agência de notícias estatal russa TASS.

    Putin confirmou que Kim irá voar para Komsomolsk-on-Amur e depois para Vladivostok como parte de seu extenso programa durante sua estada na Rússia. Ele visitará fábricas envolvidas na produção de equipamentos civis e militares.

    Depois disso, a delegação norte-coreana terá uma demonstração das capacidades militares da Frota Russa do Pacífico, disse o presidente à agência de notícias estatal Russia 1 após a conclusão da cúpula na quarta-feira.

    A programação de Kim Jong-un na Rússia também abrangerá questões ambientais e educacionais, com visitas à Universidade Federal Oriental e à Academia Russa de Ciências, incluindo um laboratório de biologia marinha, disse Putin.

    Vídeo: O que significa o encontro entre Putin e Kim?

    Veja o que aconteceu no encontro entre os dois:

    • Putin sugere ajudar Kim

    O presidente russo sinalizou disposição de ajudar a Coreia do Norte no desenvolvimento de seu programa espacial e de satélites nesta quarta-feira (12), ao conduzir Kim Jong-un por um tour por Vostochny, vasto local de lançamento espacial russo, antes das esperadas negociações sobre armas. Quando questionado por um repórter se a Rússia ajudaria a Coreia do Norte a lançar os seus próprios satélites e foguetes, Putin respondeu: “É exatamente por isso que viemos aqui”.

    • Kim elogia a Rússia

    As conversações iniciais entre a dupla duraram pouco mais de uma hora e centraram-se na “cooperação econômica, nas questões humanitárias e na situação na região”, disse Putin. Kim disse que os dois países têm “muitas questões” nas quais podem cooperar. Ele elogiou a Rússia por ter “se levantado contra as forças hegemônicas” para defender a sua soberania e segurança — uma referência velada aos EUA e ao Ocidente — e disse que expressou “o apoio total e incondicional a tudo o que a Rússia faz em resposta”.

    Veja também: Fazer oposição a Putin na Rússia é um risco, afirma professor

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original