Quantidade de animais abandonados na Ucrânia cresce com a guerra

Países vizinhos flexibilizaram a entrada dos animais de refugiados para contornar a situação

Mathias BroteroMarco Antonio MendesTiago Tortellada CNN

Ouvir notícia

Milhares de animais de estimação estão sendo deixados para trás na fuga de civis da Ucrânia. Carregando o que conseguem e às pressas, muitas pessoas precisam deixar seus companheiros em abrigos ou na fronteira.

O enviado especial da CNN Brasil à Ucrânia, Mathias Brotero, visitou um dos locais que está funcionando 24 horas por dia para receber animais em Lviv, cidade próxima à fronteira com a Polônia.

Muitos deles são resgatados por voluntários e chegam doentes, machucados e com fome. Outros estavam em centros de reabilitação.

Ainda não há um balanço de quantos animais foram acolhidos nestes abrigos em toda a Ucrânia, mas uma voluntária destaca que a maior parte dos que foram resgatados são gatos, que chegam estressados, necessitando cuidados especiais.

“Recebemos muitos animais de Kiev e alguns estão realmente doentes, com problema na coluna. Eles não conseguem andar por conta própria. Temos um que está muito doente e precisa receber tratamento especial”, disse Natalia, uma voluntária do abrigo.

A boa notícia é que o número de doações também aumentou. Como nem todos os bichinhos podem ser transportados, os suprimentos vão para outras cidades.

Muitos donos também prometem voltar para buscar seus animais quando a situação estiver controlada e países que fazem fronteira com a Ucrânia, como a Polônia e Romênia flexibilizaram a entrada dos pets, sem apresentar vacina ou microchipagem.

(Veja a reportagem completa no vídeo acima)

Mais Recentes da CNN