Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Suspeito de atacar Paul Pelosi com martelo deve ser julgado em San Francisco

    David Wayne DePape foi convocado para uma audiência onde será informado das acusações do tribunal estadual contra ele

    Paresh Daveda Reuters

    em San Francisco

    O homem acusado de atacar o marido da presidente da Câmara dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, com um martelo durante uma briga na casa do casal em San Francisco, deve fazer sua primeira aparição no tribunal nesta terça-feira (1º).

    David Wayne DePape, 42, foi convocado para uma audiência onde será informado das acusações do tribunal estadual contra ele: tentativa de assassinato, agressão com arma mortal, roubo, abuso de idosos e ameaça a um funcionário público.

    Não ficou claro se DePape estaria no tribunal para a acusação ou se ele apareceria via link de vídeo da prisão ou de um hospital local, para onde foi levado após ter sido preso.

    Os promotores federais o acusaram separadamente de agressão e tentativa de sequestro. Ele ainda não está convocado para uma audiência no tribunal no caso federal.

    O ataque alimentou temores sobre violência politicamente motivada uma semana antes das eleições de meio de mandato que decidirão o controle do Congresso.

    Nancy Pelosi, presidente democrata da Câmara dos Representantes dos EUA, estava em Washington no momento do ataque antes do amanhecer.

    Seu marido, Paul Pelosi, 82, um executivo do setor imobiliário e de capital de risco, passou por uma cirurgia para fraturas no crânio e ferimentos nas mãos e no braço direito. Ele continuou internado nesta terça-feira.

    “Paul está fazendo um progresso constante no que será um longo processo de recuperação”, disse Nancy Pelosi, que também tem 82 anos, em comunicado na segunda-feira (31).

    DePape foi preso pela polícia de São Francisco depois que Paul Pelosi fez uma ligação de emergência para o 911 relatando um intruso, de acordo com uma declaração do FBI apresentada no caso federal.

    Os policiais recuperaram braçadeiras no quarto e no corredor perto da porta da frente, bem como um rolo de fita adesiva, corda, um segundo martelo, um par de luvas e um diário na mochila de DePape, disse o depoimento. O intruso havia arrombado uma porta de vidro da residência.

    Paul Pelosi disse à polícia que estava dormindo quando um estranho armado com um martelo entrou em seu quarto no segundo andar e o acordou, exigindo falar com sua esposa, de acordo com a queixa criminal.

    As autoridades disseram que os policiais que chegaram à casa de Pelosi viram DePape e Pelosi lutando por um martelo. Enquanto os policiais gritavam para os dois homens largarem o martelo, DePape o puxou e atingiu Pelosi na cabeça antes de ser contido e levado sob custódia.

    As acusações do estado são puníveis com uma pena de prisão de 13 anos a prisão perpétua. As acusações federais têm uma sentença máxima combinada de 50 anos, disse o Departamento de Justiça em um comunicado anunciando as acusações.

    (Redação e reportagem adicional de Dan Whitcomb; edição de Tom Hogue)