Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Unicef diz que 1,5 milhão de crianças fugiu da Ucrânia desde início da guerra

    Agência da ONU destacou ainda perigo de tráfico de pessoas em meio ao intenso deslocamento de refugiados

    Rada, 2 anos, alimenta-se em Medyka, Polônia, após deixar a Ucrânia
    Rada, 2 anos, alimenta-se em Medyka, Polônia, após deixar a Ucrânia REUTERS/Fabrizio Bensch

    Amy Cassidyda CNN

    Aproximadamente 1,5 milhão de crianças fugiu da Ucrânia desde o início da invasão da Rússia e correm o risco de serem traficadas, segundo o Unicef, agência das Nações Unidas para as crianças.

    “Inúmeros outros” estão deslocados dentro do país enquanto a guerra continua, informou a agência em um comunicado à imprensa neste sábado (19).

    “A guerra na Ucrânia está levando a deslocamentos em massa e fluxos de refugiados – condições que podem levar a um aumento significativo no tráfico de pessoas e a uma crise aguda de proteção infantil”, disse Afshan Khan, diretor regional do Unicef para a Europa e Ásia Central.

    “As crianças deslocadas são extremamente vulneráveis ​​a serem separadas de suas famílias, exploradas e traficadas”, continuou Khan. “Elas precisam que os governos da região intensifiquem e implementem medidas para mantê-las seguras”.

    Entre 24 de fevereiro e 7 de março, o Unicef disse ter identificado mais de 500 crianças desacompanhadas que cruzavam a fronteira da Ucrânia para a Romênia.

    O número geral de crianças desacompanhadas que se espalham pelas fronteiras vizinhas é “provavelmente muito maior”, acrescentou o comunicado.

    Para aumentar a proteção, a ONU e os parceiros da sociedade civil criaram centros de informação em países vizinhos, como a Polônia, identificados como “Pontos Azuis” para fornecer serviços essenciais às famílias.

    O Unicef também insta os governos vizinhos da Ucrânia a aumentar os exames de proteção infantil nas fronteiras e em áreas-chave, como estações de trem, por onde os refugiados passam.

    “Além disso, o Unicef está pedindo aos governos que melhorem a colaboração transfronteiriça e a troca de conhecimento entre as autoridades de controle de fronteiras, aplicação da lei e proteção infantil e identifiquem rapidamente crianças separadas, implementem procedimentos de rastreamento familiar e reunificação para crianças privadas de cuidados parentais, ” de acordo com o comunicado.

    Veja imagens da invasão da Ucrânia pela Rússia

     

     

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original