Zelensky diz que Mariupol está sendo “reduzida a cinzas”, mas que “sobreviverá”

Cidade está sob ataque quase constante das forças russas desde o início de março

Olena MankovskaSugam Pokharelda CNN

Ouvir notícia

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse em um vídeo divulgado na segunda-feira (21), que a cidade portuária ucraniana de Mariupol está sendo “reduzida a cinzas” por ataques da Rússia, mas acrescentou que a localidade “sobreviverá”.

Mariupol, que antes da guerra abrigava cerca de 450 mil pessoas, está sob ataque quase constante das forças russas desde o início de março, com imagens de satélite mostrando destruição significativa em áreas residenciais.

O chefe de política externa da União Europeia, Josep Borrell, disse nesta segunda-feira que “o que está acontecendo Mariupol é um enorme crime de guerra”.

Zelensky, em seu discurso, pediu novamente aos ucranianos que “façam tudo o que puderem para defender nosso país, para salvar nosso povo”.

Desde que a invasão russa da Ucrânia começou no final de fevereiro, “estamos vendo cada vez mais heróis [ucranianos]. Antes ucranianos comuns, agora verdadeiros combatentes”, afirmou.

O líder ucraniano também alegou que os cidadãos comuns na Ucrânia estão “subindo” a ponto de a Rússia “não acreditar que essa é a realidade” e acrescentou: “faremos a Rússia acreditar”.

“Lutem, continuem lutando e ajudem”, ele pediu aos ucranianos.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN