PGR decide investigar protesto contra Supremo, Weintraub e mais de 15 de junho

As informações mais importantes do começo desta segunda-feira (15)

Da CNN
15 de junho de 2020 às 06:49


A decisão da Procuradoria Geral da República de investigar o protesto em que manifestante atirou fogos de artifício contra o prédio do Supremo Tribunal Federal, a apuração sobre os casos de invasão a hospitais pelo país, a continuação do julgamento do pedido de habeas corpus para retirar o ministro Abraham Weintraub das investigações no inquérito das fake news são alguns dos destaques da manhã desta segunda-feira, 15 de junho de 2020.

Protestos

O procurador-geral da República, Augusto Aras, aceitou o pedido do presidente do STF, Dias Toffoli, para apurar os protestos que acabaram com disparos de fogos de artifício contra o prédio do Supremo, no sábado(13). Segundo a PGR, em maio, quando manifestantes foram às ruas pedir intervenção militar, foi aberto um inquérito sobre atos antidemocráticos, e a procuradoria agora vai analisar se reúne as investigações.

Invasão a hospitais

Augusto Aras decidiu enviar ofícios aos procuradores-gerais de Justiça de São Paulo e do Distrito Federal pedindo a abertura de investigações contra responsáveis por invadir hospitais nos dois estados. Os documentos devem ser oficialmente encaminhados nesta segunda-feira(15).

Mansuetto

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, deixará o governo de Jair Bolsonaro. Ele está no cargo desde abril de 2018. Mansueto disse à CNN que já acertou com o ministro Paulo Guedes sua saída, que deve ocorrer em dois meses.]

Weintraub

Continua nesta segunda-feira (15), julgamento do pedido de habeas corpus para retirar o ministro da Educação, Abraham Weintraub, das investigações no inquérito que apura notícias falsas e ameaças contra ministros do Supremo, conhecido como "inquérito das fake news". O ministro Edson Fachin foi o primeiro a se manifestar e votou pela rejeição do pedido. Também hoje, Weintraub se reúne com o presidente Jair Bolsonaro. Segundo o colunista da CNN Igor Gadelha, a reunião já estava agendada, mas pode tratar de um novo assunto: Bolsonaro ficou irritado quando soube que o ministro foi a um protesto de apoiadores do governo. Weintraub se juntou, nesse domingo (14), a cerca de 15 manifestantes bolsonaristas, que furaram o bloqueio na Esplanada e permaneceram em um espaço em frente ao Ministério da Agricultura.  

Covid-19

O Brasil registrou, em 24 horas, 17.110 novos casos e 612 mortes provocadas pelo novo coronavírus. Segundo os dados do Ministério da Saúde, divulgados nesses domingo, o país acumula 43.332 mortes.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

(Edição: Sinara Peixoto)