Professores protestam contra a volta às aulas em São Paulo


Da CNN
29 de julho de 2020 às 14:45 | Atualizado 29 de julho de 2020 às 14:50

Professores da rede estadual de São Paulo realizam nesta quarta-feira (29) uma manifestação contra a volta às aulas presenciais no estado -- prevista para acontecer no dia 8 de setembro. O protesto acontece no bairro do Morumbi, na zona Sul da capital, onde fica o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual.

Maria Isabel Noronha, presidente do Sindicato do Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeosp), relatou que algumas escolas estão em reforma, além da falta de insumos como papel higiênico. Segundo o sindicato, não há condições sanitárias e de higiene para garantir que os protocolos de segurança sejam seguidos.

Assista e leia também:

São Paulo ultrapassa meio milhão de casos de Covid-19

Visão Responde: como voltar às aulas de maneira segura?

Para os docentes, a volta às aulas presenciais neste momento de pandemia não seria segura para os estudantes, professores e funcionários. Hoje, às 15h, um projeto de lei do prefeito Bruno Covas (PSDB) com diretrizes sobre a retomada no município de SP será votado na Câmara dos Vereadores.

Questionado em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes sobre retorno presencial às aulas no estado, o governador João Doria (PSDB) afirmou que a data deve ser confirmada pela secretaria da Educação com pelo menos um mês de antecedência.

Já a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, afirmou que as alterações nos critérios do Plano SP apresentado pelo governo na segunda-feira não afeta o retorno às aulas.

(Edição: Leonardo Lellis)