Lia Bock: As vítimas de violência sexual e a inadequada forma como são tratadas

Uma modelo de 22 anos fez um boletim de ocorrência na madrugada dessa segunda-feira acusando o senador Irajá Silvestre Filho de tê-la estuprado

Da CNN
24 de novembro de 2020 às 11:41 | Atualizado 26 de novembro de 2020 às 13:24

No Manual do Mundo Moderno desta terça-feira (24), na CNN Rádio, Lia Bock falou sobre o suposto caso de estupro envolvendo o senador Irajá Silvestre Filho. Uma modelo de 22 anos fez um boletim de ocorrência na madrugada dessa segunda (23) acusando-o de tê-la estuprado.

Assista e leia também: 
Lia Bock: O problema do racismo estrutural no Brasil
Lia Bock: Dicas de séries, livros e filmes para refletir sobre o racismo
Lia Bock: 'Abolimos a escravidão, mas abandonamos essas pessoas'

Lia Bock comanda o Manual do Mundo Moderno na Rádio CNN
Foto: CNN Brasil

LIa lembrou que o caso ainda não foi julgado e está sob investigação. "O que é importante nessa história é a gente ficar atento na forma como essa denúncia vai ser tratada", afirmou ela, traçando um paralelo com o caso da blogueira Mariana Ferrer

"Isso é muito negativo e comum hoje na nossa sociedade, que é desqualificar a vítima", disse Lia. "Como se a vítima tivesse culpa por ser estuprada", dependendo da roupa que utilizou ou da atitude que tomou em um determinado momento.

"Hoje, a gente vê que o tratamento dado às vítimas de violência sexual é muito inadequado", declarou Lia.