Índice desmente governo e mostra Brasil no 49º lugar em vacinação

Brasil alcançou na terça-feira (26) o índice de 0,4 na relação entre o total de doses aplicadas e sua população, segundo cálculos da Agência CNN

Julyanne Jucá, da CNN, em São Paulo
27 de janeiro de 2021 às 09:33 | Atualizado 27 de janeiro de 2021 às 15:59
CNN Painel da Vacina mostra os países que mais imunizaram sua população no mundo
CNN Painel da Vacina mostra os países que mais imunizaram sua população no mundo
Foto: CNN/Reprodução 

O CNN Painel da Vacina mostra que o Brasil ocupa o 49º lugar entre os 59 países que já iniciaram a vacinação no mundo. O levantamento é da Agência CNN e da Our World In Data, realizado pela Universidade de Oxford. A colocação do Brasil é bem diferente da informada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na terça-feira (26).

“Já somos o sexto país que mais vacinou no mundo. Brevemente estaremos nos primeiros lugares”, disse Bolsonaro em evento do banco Credit Suisse, em Brasília.

Na terça-feira, quando Bolsonaro colocou o país na sexta colocação entre os que mais vacinaram no mundo, o Brasil ocupava a 47ª posição no ranking. Nesta quarta-feira (27), o Brasil aparece na 49º colocação.

O Brasil alcançou nesta quarta-feira (27) o índice de 0,4 na relação entre o total de doses aplicadas e sua população total, segundo cálculos da Agência CNN com base nas informações divulgadas pelas secretarias estaduais e municipais de Saúde do país.

O índice é uma forma de mensurar o total da população que recebeu pelo menos uma dose. Até a manhã desta quarta-feira, 954.168 brasileiros receberam uma dose da vacina.

De acordo com o levantamento da Our World in Data, Israel é o país que lidera o ranking, com índice de 47,9. Na sequência, aparecem Emirados Árabes (27,1), Seycheles (20,2), Reino Unido (10,8) e o Bahrein (8,5).

Os Estados Unidos são o sexto da lista. Porém, ainda de acordo com a plataforma, o país tem o registro da aplicação do maior número absolutos de doses até o momento em todo o mundo: 23,54 milhões — nessa lista de números absolutos, o Brasil está em 17º lugar.

Segundo integrantes do governo, em sua fala Bolsonaro levou em consideração somente a quantidade de doses aplicadas a partir do início da vacinação no Brasil, ignorando todo o trabalho já realizado anteriormente nos demais países.