Carnaval é adiado ou cancelado em 25 capitais; veja situação no país

Prefeituras alegam aumento no número de casos e hospitalizações por Covid-19, impulsionado pelo avanço da variante Ômicron

Fórmula de Eventos

Elizabeth MatravolgyiEmylly AlvesGiovanna BronzeVinícius Tadeuda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

De acordo com um levantamento da Agência CNN, 24 capitais e o Distrito Federal já anunciaram oficialmente que o Carnaval deste ano foi cancelado ou suspenso. O movimento acontece em meio ao aumento do número de casos de Covid-19 no Brasil, uma consequência do avanço da variante Ômicron.

As capitais estaduais que já confirmaram o cancelamento ou suspensão do Carnaval são: Vitória (ES), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Florianópolis (SC), Curitiba (PR), Distrito Federal, Goiânia (GO), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS), Maceió (AL), Salvador (BA), São Luís (MA), João Pessoa (PB), Recife (PE), Teresina (PI), Natal (RN), Aracaju (SE), Manaus (AM), Macapá (AP), Belém (PA), Porto Velho (RO), Boa Vista (RR) e Palmas (TO).

Apenas duas capitais estaduais ainda não definiram a situação sobre as festas de Carnaval ou informaram que o assunto será tratado mais para frente: Porto Alegre (RS) e Rio Branco (AC). Entre os municípios que já confirmaram o cancelamento ou suspensão, Vitória (ES) e Belo Horizonte (MG) abriram mão apenas da realização do Carnaval de rua.

Já a Prefeitura de Curitiba anunciou que o Carnaval de 2022 será celebrado em formato virtual. A medida atendeu a um pedido da Liga das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos de Curitiba, e os vídeos produzidos serão transmitidos nos dias do feriado pelas redes sociais da prefeitura.

Uma das cidades mais procuradas e conhecidas pela festa, Salvador teve todas as celebrações de Carnaval canceladas. O governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou que “só um completamente irresponsável autorizaria Carnaval nessas condições em que continuamos tendo mortes do coronavírus e passamos a ter mortes do outro vírus da gripe, o H3N2”.

Além dos cancelamentos e suspensões, Rio de Janeiro e São Paulo decidiram por adiar as festividades do feriado. Em reunião conjunta realizada nesta sexta-feira (21), as duas prefeituras concordaram em manter o Carnaval de rua suspenso. No entanto, os desfiles das escolas de samba foram remarcados para o feriado de Tiradentes, em 21 de abril.

Os desfiles nos sambódromos estavam marcados em São Paulo para 25 e 26 de fevereiro. Já no Rio de Janeiro, seriam realizados em 27 e 28 do mesmo mês. O aumento de casos e internações por Covid-19 em ambas as capitais foi o principal motivo para a mudança de data.

Diante do aumento do número de casos e, consequentemente, das hospitalizações por Covid-19, especialistas alertam que este realmente não é o momento adequado para grandes festividades e aglomerações. A variante Ômicron, cepa dominante do coronavírus, é mais transmissível que as demais, e as oportunidades de contaminação aumentam.

Em entrevista à CNN Rádio nesta quinta-feira (20), a infectologista Raquel Muarrek comentou sobre uma possível pressão do sistema de saúde. “A amostragem de pessoas é maior, já que há maior quantidade total de casos devido à alta transmissibilidade”, avaliou.

Confira orientações do Ministério da Saúde diante do diagnóstico de Covid-19:

Mais Recentes da CNN