Com 24 mortes confirmadas, buscas por vítimas das chuvas em São Paulo continuam

Transtornos provocados pelo mau tempo deixaram cerca de 1.546 famílias desabrigadas ou desalojadas e provocaram óbitos em pelo menos oito municípios paulistas

Julyanne JucáRafaela LaraRenata SouzaDanilo Moliternoda CNN*

em São Paulo

Ouvir notícia

De acordo com informações da Defesa Civil de São Paulo, as fortes chuvas que atingiram o estado durante a madrugada deste domingo (30) provocaram pelo menos 24 mortes em oito municípios paulistas. Além disso, cerca de 1.546 famílias ficaram desabrigadas ou desalojadas por causa das tempestades.

As autoridades afirmam que as buscas continuam por todo o estado e que há diversas ocorrências relacionadas às chuvas como alagamentos, queda de árvores, queda de muros e deslizamentos de terra. Ao todo, 31 municípios foram afetados.

Os óbitos foram registrados nas seguintes cidades:

  • Franco da Rocha: 8
  • Francisco Morato: 4
  • Embu das Artes: 3
  • Várzea Paulista: 5
  • Arujá: 1
  • Ribeirão Preto: 1
  • Jaú: 1
  • Itapevi: 1

Ainda segundo a Defesa Civil, entre as vítimas há oito crianças, complementou o comunicado. Além disso, há sete feridos e oito desaparecidos até a tarde desta segunda-feira (31).

Em entrevista à CNN na noite deste domingo, o prefeito de Franco da Rocha, Nivaldo Santos (PSDB), chegou a confirmar oito mortes na cidade, informação corrigida pela prefeitura por volta das 23h para quatro mortes. Na manhã desta segunda (31), a quinta morte foi confirmada no mesmo local das outras, na Rua São Carlos.

De acordo com os Bombeiros, entre as 00h00 e às 23h59 desde domingo, foram recebidos 136 chamados para queda de árvores e vistorias, 52 chamados para enchentes e alagamentos, 114 chamados para desmoronamento, soterramento ou desabamento e registradas 11 vítimas socorridas e 3 pessoas ainda desaparecidas.

O governador João Doria (PSDB) visitou as regiões afetadas pelas chuvas e anunciou a liberação imediata de R$ 15 milhões para auxiliar as prefeituras de dez cidades na recuperação urbana e social.

O montante será dividido entre os seguintes municípios: Arujá (R$ 1 milhão), Francisco Morato (R$ 2 milhões), Embu das Artes (R$ 1 milhão) e Franco da Rocha (R$ 5 milhões), na Região Metropolitana de São Paulo, e Várzea Paulista (R$ 1 milhão), Campo Limpo Paulista (R$ 1 milhão), Jaú (R$ 1 milhão), Capivari (R$ 1 milhão), Monte Mor (R$ 1 milhão) e Rafard (R$ 1 milhão).

Franco da Rocha

Em Franco da Rocha, a prefeitura confirmou o registro de diversas ocorrências devido às chuvas.

O incidente mais grave ocorreu na rua São Carlos, no Parque Paulista, onde um deslizamento de terra atingiu residências.

Também houve ocorrência de desabamento de terra na rua Paulo Brossard, na Vila Vassouras. Os bombeiros foram acionados por volta das 08h da manhã. No local, foram resgatadas cinco pessoas com vida — incluindo duas crianças, de três e oito anos.

Na rua Dália, no bairro Vila Palmares, os bombeiros resgataram uma criança de oito anos após um deslizamento de terra. A vítima foi encaminhada com vida à Unidade de Pronto Atendimento de Franco da Rocha.

Às 21h50, a prefeitura fez um alerta sobre a Represa Paiva Castro, que atingiu o limite de segurança de 78,7% de volume, e oriento que a população em área de risco de alagamento procure abrigo na casa de amigos e parentes.

Embu das Artes

No município de Embu das Artes, um deslizamento de terra provocou a morte de três pessoas — uma mãe e dois filhos — durante a madrugada de hoje. Na casa atingida estavam sete pessoas: quatro sobreviventes foram socorridos por civis antes da chegada dos bombeiros.

Várzea Paulista

Segundo informações da Defesa Civil, cinco pessoas morreram após um deslizamento de terra em Várzea Paulista, incluindo três crianças.

Monte Mor

A Prefeitura de Monte Mor, no interior de São Paulo, decretou situação de calamidade pública, neste domingo (30), pelas fortes chuvas e suspendeu a volta às aulas previstas para a próxima segunda-feira (31).

Durante a semana, o Executivo municipal irá informar a nova data de retorno das atividades na rede municipal de ensino.

Até o momento, não há registros de mortos na cidade.

Alerta meteorológico

Em entrevista à CNN, o chefe da previsão do tempo do Inmet, Assis Diniz, alertou para chuvas significativas até a próxima quarta-feira (2).

Segundo o especialista, as chuvas podem atingir 100 milímetros por dia.

*Com informações da Giulia Alecrim, da CNN, em São Paulo

Mais Recentes da CNN