Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Chuvas devastadoras no Rio Grande do Sul matam 78 pessoas; 105 estão desaparecidas

    Números são do último boletim divulgado pela Defesa Civil, na noite deste domingo (5)

    André Rigueda CNN

    O número de mortos vítimas das fortes chuvas que atingem o Rio Grande do Sul subiu para 78, segundo boletim da Defesa Civil divulgado na noite deste domingo (5). Outros quatro óbitos estão em investigação para saber se há relação com os eventos meteorológicos.

    Ainda segundo a Defesa Civil, são 105 pessoas desaparecidas em todo o estado. Outras 175 pessoas ficaram feridas por causa das chuvas.

    Os dados ainda apontam 341 municípios afetados, de um total de 497 no estado, o que representa um pouco mais do que 2/3 do total.

    Sobre os desabrigados, o número é de 18.487. Os desalojados somam 115.844. O total de pessoas afetadas é de 844.673.

    Guaíba devasta Porto Alegre

    O lago Guaíba chegou a atingir 5,31 metros neste domingo (5), níveis recordes na história de Porto Alegre. A marca anterior era de 4,76 metros, ocorrida em 1941. A prefeitura emitiu alerta para inundações catastróficas na capital.

    Segundo a prefeitura, são 60 vias totalmente bloqueadas em Porto Alegre, e 13 com bloqueios parciais. Diversas placas de carros que se perderam com os alagamentos foram recolhidas.

    Lula pede liberação de emendas parlamentares

    Em entrevista coletiva concedida neste domingo (5), o presidente Lula anunciou ajuda federal para o Rio Grande do Sul e pediu que parlamentares liberem emendas para o estado, atingido por fortes temporais há dias.

    “Sei que os deputados têm um monte de emendas. Se cada deputado liberar emendas para o Rio Grande do Sul, serão alguns milhões [de reais] que você [Eduardo Leite] terá imediatamente”, disse.

    A fala do presidente foi direcionada ao governador Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul. Também estavam presentes os presidentes do Senado e da Câmara, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) e Arthur Lira (PP-AL). Outros parlamentares acompanhavam a coletiva.

    Loja da Havan em Lajeado

    As fortes chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde o começo da semana deixaram a unidade da loja da Havan, da cidade de Lajeado, coberta pela água. As imagens ganharam repercussão pela magnitude. A própria rede de lojas publicou nas redes sociais como ficou a estrutura após as águas baixarem.