Com Coronavac, São Paulo poderia vacinar crianças em uma semana, diz secretária

Primeiro carreagemento da vacina infantil da Pfizer destinada ao município contém 60 mil doses; população infantil no município é de 1,35 milhão

Juliana AlvesRaphael Coraccinida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A cidade de São Paulo, que vai começar sua vacinação de crianças de 5 a 11 anos nesta sexta-feira (14), é capaz de vacinar toda sua população infantil em apenas uma semana se houver imunizante suficiente, disse a secretária-executiva de atenção básica, vigilância e especialidades da cidade de São Paulo, Sandra Fonseca.

A secretária afirma que, se houvesse liberação para aplicação da Coronavac em crianças, como está sendo avaliado pela Anvisa, a cidade poderia vacinar até 500 mil crianças por dia. Hoje, a Anvisa autoriza a vacinação de crianças apenas como o imunizante da Pfizer.

O governo de São Paulo diz que a expectativa é de vacinar 4,3 milhões de crianças no período de três semanas em todo o estado.

Na capital, o primeiro lote de vacinas a ser entregue contém apenas 60 mil imunizantes. O município possui 1,35 milhão de crianças com idade entre 5 e 11 anos.

“Se tivemos autorização para fazer com Coronavac, esse cronograma poderá ser antecipado muito rapidamente. Em uma semana, no máximo, a gente vacina todas as crianças”, disse a secretária.

Ela reforça que a aplicação da vacina da Pfizer, que começa a ser distribuída, é segura, e que para que as crianças vacinem nessa primeira fase é preciso levar qualquer comprovante que ateste que a criança tem alguma comorbidade entre as que garantem a vacinação prioritária.

O pré-cadastro para vacinação já está disponível para que os pais inscrevam seus filhos, caso estejam no grupo prioritário para vacinação. Nessa primeira fase, serão vacinadas apenas crianças que têm comorbidades.

Confira a lista de condições clínicas que garantem a vacinação prioritária das crianças entre 5 e 11 anos:

  • Diabetes mellitus
  • Pneumopatias crônicas graves
  • Hipertensão Arterial Resistente (HAR)
  • Hipertensão arterial estágio 3
  • Hipertensão arterial estágios 1 e 2 como lesão em órgão-alvo
  • Insuficiência cardíaca (IC)
  • Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar
  • Cardiopatia hipertensa
  • Síndromes coronarianas
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e Pericardiopatias
  • Doenças da Aorta, do Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênita no adulto
  • Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados
  • Doenças neurológicas crônicas
  • Doença renal crônica
  • Imunocomprometidos
  • Hemoglobinopatias graves
  • Obesidade mórbida
  • Síndrome de down
  • Cirrose hepática

Mais Recentes da CNN