Discussão sobre semipresidencialismo, investigação do acidente de Marília Mendonça e mais de 3 de maio

Arthur Lira, presidênte da Câmara dos Deputados, rebateu as declarações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em que ele fala sobre o atual poder do Congresso ser "imperial"

Presidente da Câmara, Arthur Lira
Presidente da Câmara, Arthur Lira 14/09/2021REUTERS/Adriano Machado

Ingrid Oliveirada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Nesta terça-feira (3), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), comentou as declarações do  ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre o semipresidencialismo, no qual o petista afirma que o atual poder do Congresso é “imperial”.

Lira rebate comentários de Lula

Lira afirmou que as críticas do petista representam uma “grosseria” e uma “desinformação”.

“Falar de semipresidencialismo como golpe é desconhecimento ou má informação. Falar de mim sem conhecer é má-fé”, disse o deputado.

Mais cedo, Lula falou: “Temos que ter conhecimento de uma coisa, se a gente ganhar as eleições e o atual presidente da Câmara continuar com o poder imperial, porque ele já tá querendo criar o semipresidencialismo, ele já quer tirar o poder do presidente para que o poder fique na Câmara e ele aja como o imperador do Japão”, disse em discurso, citando o presidente da Câmara, Lira.

Acidente de Marília Mendonça

O ministro Antonio Saldanha Palheiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou a competência da Justiça estadual de Minas Gerais para analisar eventuais responsabilidades pelo acidente aéreo que, em novembro do ano passado, causou a morte da cantora Marília Mendonça e dos demais passageiros e tripulantes. O avião caiu no município de Caratinga (MG).

Na decisão, o relator considerou, com base nas informações reunidas pelas investigações até o momento, que não existem elementos capazes de justificar a competência da Justiça Federal, a exemplo de crime cometido a bordo da aeronave ou de ofensa a bens, serviços ou interesses da União.

Fala rascita na Câmara de SP

Uma fala de cunho racista do vereador Camilo Cristófaro (PSB) vazou durante uma sessão da Câmara Municipal de São Paulo na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Aplicativos durante a manhã desta terça-feira (3).

Um trecho da fala do vereador passou a circular nas redes sociais. No áudio, é possível ouvir Cristófaro dizendo: “Não lavaram a calçada (…) é coisa de preto, né?”

Em nota, o presidente da Câmara dos Vereadores de São Paulo, Milton Leite, afirmou que recebe a denúncia com “indignação” e diz que o caso será analisado pela Corregedoria da Câmara.

R$ 1 trilhão em impostos em 2022

Os brasileiros já pagaram mais de R$ 1 trilhão em impostos desde o início de 2022, segundo dados do “Impostômetro”, ferramenta da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A marca foi atingida na madrugada desta terça-feira (3), à 1h37.

O montante equivale ao valor pago pelos contribuintes brasileiros em impostos, taxas e contribuições aos governos federal, estaduais e municipais.

Declaração oficial de guerra na Ucrânia

O presidente russo, Vladimir Putin, pode declarar formalmente guerra à Ucrânia em 9 de maio, uma medida que permitiria a mobilização total das forças de reserva da Rússia, à medida que os esforços de invasão continuam a falhar, acreditam autoridades americanas e ocidentais.

A data de 9 de maio, conhecido como “Dia da Vitória” na Rússia, comemora a derrota dos nazistas no país em 1945. Autoridades ocidentais acreditam que Putin aproveitaria o significado simbólico e o valor da propaganda do dia para anunciar uma conquista militar na Ucrânia, uma grande escalada de hostilidades – ou ambos.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN