FAB inicia investigação sobre acidente que matou Marília Mendonça e outras quatro pessoas

Investigadores da Força Aérea Brasileira (FAB) estão no local do acidente aéreo neste sábado (6); cantora, produtor, tio, piloto e copiloto morreram no acidente

Pauline AlmeidaMaria MazzeiRafaela Larada CNN

no Rio de Janeiro e São Paulo

Ouvir notícia

Investigadores da Força Aérea Brasileira (FAB) estão na manhã deste sábado (6) no local do acidente aéreo que matou a cantora Marília Mendonça na tarde desta sexta-feira (5).

“Investigadores do 3º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA III) da FAB realizam a ação inicial da ocorrência envolvendo a aeronave PT-ONJ em que estavam a bordo a cantora Marília Mendonça e mais 4 pessoas, em Caratinga/MG”, disse a FAB por meio do Twitter.

A equipe do 3º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa 3) partiu do Rio de Janeiro na manhã deste sábado.

Segundo a FAB, os investigadores do Seripa 3 irão “identificar indícios, fotografar as cenas, retirar partes da aeronave para análise, ouvir relatos de testemunhas, reunir documentos etc. Não existe um tempo previsto para essa atividade ocorrer, dependendo sempre da complexidade da ocorrência.”

O Seripa 3 é o órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Segundo a assessoria de imprensa, os peritos vão identificar indícios, fotografar o local do acidente, retirar partes da aeronave para análise, ouvir o relato de testemunhas e reunir documentos.

O objetivo é tentar identificar os fatores que contribuíram para a queda da aeronave da empresa PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ e formular recomendações sobre segurança para que outros acidentes semelhantes sejam evitados. “O objetivo das investigações realizadas pelo CENIPA é prevenir que novas ocorrências com características semelhantes ocorram”, disse a FAB no Twitter.

O Cenipa esclarece que o trabalho de investigação não aponta culpados, responsabilidade das autoridades policiais.

Além da cantora Marília Mendonça, de 26 anos, morreram o tio e assessor da artista Abicieli Silveira Dias Filho, o produtor Henrique Ribeiro, o piloto Geraldo Martins de Medeiros e o copiloto Tarciso Pessoas Viana.

O acidente

O acidente aconteceu em Piedade de Caratinga, no Vale do Rio Doce, no oeste de Minas Gerais. O avião caiu a uma distância de três quilômetros do aeroporto de Caratinga, cidade onde a cantora faria um show.

A aeronave caiu em um curso d’água próximo de um acesso da rodovia BR-474. A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informou que o avião bateu em um cabo de uma torre distribuição de energia da companhia em Caratinga.

A Força Aérea Brasileira (FAB) e a Polícia Civil de Minas Gerais investigam o acidente.

Mais Recentes da CNN