Medida foi acertada e aula presencial deve ser obrigatória, diz diretora da FGV

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19, estudantes de nove estados brasileiros já voltaram a ter aulas presenciais obrigatórias

Produzido por Juliana Alvesda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN nesta quinta-feira (14), Claudia Costin, diretora do Centro de Políticas Educacionais da Fundação Getulio Vargas (FGV), afirmou que o retorno às aulas presenciais deve ser obrigatório.

“Infelizmente, os relatos mostram que as crianças de 11, 12 anos do Bolsa Família estão em trabalho infantil. Quando [a aula] é obrigatória, eles [a família] perdem o benefício se não mandarem os filhos para a escola, e muitos pais acabam enviando a criança dois dias da semana para a escola. Mas já que alguns têm material para aprendizagem em casa, por conveniência familiar, não mandam nos outros dias. A educação tem de ser levada muito a sério, com os devidos protocolos.”

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19, estudantes de nove estados brasileiros já voltaram a ter aulas presenciais obrigatórias. São eles: Amazonas, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Piauí, Sergipe, Pernambuco, Rio de Janeiro, Tocantins e Ceará.

Outros quatro estados anunciaram que vão adotar a medida obrigatória: Mato Grosso, São Paulo, Bahia e Alagoas. Na avaliação de Costin, a decisão destes estados de voltar presencialmente foi acertada.

“Observa-se que a pandemia desacelerou de uma maneira muito importante, e quanto mais tempo as crianças e os jovens ficam fora da sala de aula ou no sistema de rodízio, mais perdem aprendizado”, disse a especialista.

Segundo Costin, as aulas presenciais já deveriam ter voltado quando todo o resto das atividades voltou a funcionar normalmente ou seguindo os protocolos voltados para o combate do coronavírus.

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (13) que a data do retorno será na próxima segunda, dia 18 de outubro. Os protocolos sanitários serão mantidos e, inicialmente, o distanciamento de 1 metro também estará em vigor.

Ao anunciar o retorno presencial dos alunos, o secretário de Educação, Rossieli Soares, afirmou que 97% dos profissionais de educação estão com esquema completo de vacinação contra a Covid-19 na rede estadual. Entre os adolescentes de 12 a 17 anos, 90% já tomaram a primeira dose da vacina.

 

Mais Recentes da CNN