Mercados caem após invasão da Ucrânia; no Brasil, taxa de desemprego também é destaque

Os mercados globais operam em queda com após a invasão da Ucrânia nesta quinta-feira (24). No Brasil, a taxa de desemprego, acima das expectativas do mercado, é destaque

Priscila Yazbekda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Os mercados globais operam em queda com a invasão da Ucrânia. No Brasil, a taxa de desemprego divulgada mais cedo também é destaque.

Começando pelo exterior, os futuros americanos caem mais de 2%. O mercado aprofunda as quedas dos últimos dias depois que o presidente da Rússia, Vladimir Putin, começou uma operação militar em regiões separatistas da Ucrânia por volta das 23h da noite de quarta-feira (23) aqui no Brasil.

O ataque russo está acontecendo em pelo menos 16 regiões da Ucrânia, incluindo Kiev. Imagens da CNN internacional mostram mísseis sendo disparados da Rússia. Além disso, cerca de 40 pessoas, incluindo civis, foram mortas. Moradores de Kiev formam longas filas de carro tentando sair do país.

O VIX, índice do medo do mercado, chegou a subir mais de 20%, se aproximando dos 38 pontos, mostrando que o mercado está no maior nível de tensão desde setembro de 2020, um dos picos de restrições da pandemia.

As bolsas na Europa registram fortes quedas, com destaque para a bolsa de Frankfurt que caí 5% pela manhã desta quinta.

A bolsa russa chegou a suspender negociações, mas quando voltou a operar caiu 45% e tem queda de 34% nesta manhã. O rublo, a moeda russa, atingiu mínima histórica. Commodities ligadas à Rússia e Ucrânia, como gás natural, grãos e petróleo dispararam. O petróleo chegou a atingir US$ 105, máxima em 7 anos. Agora, o preço está em US$ 101.

Mais sanções econômicas são esperadas hoje. A União Europeia disse que vai anunciar um pacote para bloquear o acesso dos russos a tecnologia e setores econômicos estratégicos.

Mas economistas seguem avaliando que os russos blindaram o suficiente sua economia e as sanções por ora não devem impedir a ofensiva. O fato de os russos contarem com o respaldo da China também torna a Rússia menos suscetível às sanções.

Por fim, na Ásia, as bolsas fecharam todas no negativo, refletindo o aumento do risco no mundo.

Brasil

No Brasil, o Ibovespa futuro reflete o aumento da tensão no exterior. Nicolas Borsoi, economista da Nova Futura, avalia que o dia deve ser de queda nos mercados locais, com os investidores começando a precificar eventos mais drásticos e adversos, frente à possibilidade de uma resposta mais enérgica do globo à invasão russa.

A taxa de desemprego, divulgada nesta manhã, caiu para 11,1% no quarto trimestre, recuo de 1,5 ponto em relação ao período anterior. No ano fechado, o desemprego ficou em 13,2%, abaixo dos 13,8% de 2020.

No país outro destaque é o balanço da Petrobras, que registrou um lucro líquido de R$ 31 bilhões no quarto trimestre do ano passado, acima da expectativa do mercado de R$ 23 bilhões. No ano fechado, o lucro ficou em R$ 106 bilhões, o maior já registrado por uma empresa listada em bolsa no Brasil.

Índices

O Ibovespa caía mais de 2% perto das 10h30. Já o dólar subia mais de 1%.

Agenda do Dia

Além do desemprego, os balanços seguem com Vale, IRB e Ambev, que reportou queda de 45% no lucro nesta quinta.

Nos EUA, tem pedidos de seguro-desemprego semanais e também dados sobre casas novas

 

 

 

Mais Recentes da CNN