Neca Setubal: Jovens precisam falar sobre suas dificuldades e serem ouvidos

Dia Mundial da Educação, comemorado nesta quinta-feira (28), traz debate sobre cuidados com saúde mental de professores e alunos

Fabrizio Neitzkeda CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Especialista CNN em inclusão social, Neca Setubal, comentou nesta quinta-feira (28) sobre o retorno de alunos e professores ao ensino presencial nas escolas, em meio a uma série de preocupações envolvendo a educação no Brasil e no mundo.

Na data que marca o Dia Mundial da Educação, Setubal ressaltou a importância da escola e do trabalho dos professores, e destacou que, no cenário do retorno das aulas presenciais, é necessário haver cuidado com a saúde emocional tanto dos alunos, quanto dos educadores.

Para a especialista, os relatos diários de agressão entre jovens são reflexo da dificuldade para retorno da socialização pós-pandemia.

“Eles [os jovens] precisam falar sobre suas dificuldades e serem ouvidos pelos professores, mas esses professores também precisam ser escutados e, principalmente, precisam ser capacitados para lidar com esse contexto”, afirmou.

Segundo Setubal, diversas organizações vêm desenvolvendo atividades para as escolas trabalharem com as habilidades socioemocionais de crianças e adolescentes, o que pode auxiliar na criação de um clima de convivência, mesmo diante de uma época de agressividade.

A Especialista CNN também abordou o fenômeno da evasão escolar, pauta observada em todo o mundo durante a pandemia, e alertou para aqueles que ainda não retornaram aos estudos, pedindo ajuda para a comunidade e as famílias.

“Como diz aquele famoso ditado africano, é preciso uma aldeia inteira para educar uma criança. A educação não deve ser prioridade apenas no discurso, mas sim no dia a dia das políticas públicas, das escolas e de todos nós”, finalizou.

Mais Recentes da CNN