Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Número de mortes provocadas por passagem de ciclone no Sul sobe para 7

    Até o momento, foram registradas seis mortes no Rio Grande do Sul e uma em Santa Catarina

    Árvore caiu em cima de carro e matou condutor em Jupiá (SC)
    Árvore caiu em cima de carro e matou condutor em Jupiá (SC) CBMSC

    Flávio IsmerimCarolina FigueiredoAna CoelhoLéo Lopesda CNN

    São Paulo

    Subiu para sete, nesta terça-feira (5), o número de mortes causadas pelas fortes chuvas motivadas pela passagem de um ciclone extratropical pela região Sul do Brasil.

    No Rio Grande do Sul, o número de mortes chegou a seis após serem confirmadas duas mortes, nos municípios de Estrela e Lajeado.

    Em Estrela, um homem de 58 anos morreu, na manhã desta terça, por conta de uma descarga elétrica enquanto ajudava um vizinho a retirar móveis da casa afetada pela enchente.

    Segundo o governador Eduardo Leite (PSDB), em Lajeado, uma mulher morreu durante uma tentativa de resgate no rio Taquari. A corda do helicóptero rompeu durante o resgate, fazendo com que a vítima e um policial militar caíssem na água e fossem levados pela correnteza.

    O policial foi resgatado e está ferido em estado grave, mas a senhora não resistiu. Na segunda-feira (4), já haviam sido registradas quatro mortes pelas fortes chuvas no estado.

    Além disso, o Corpo de Combeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) confirmou, nesta terça-feira (5), uma vítima no município catarinense de Jupiá, no oeste do estado.

    O Corpo de Bombeiros de SC informou à CNN que a equipe da guarnição da cidade de São Lourenço do Oeste foi acionada para atender uma ocorrência de uma árvore de eucalipto que caiu sobre um veículo e matou o condutor. A vítima era um homem adulto, que estava sozinho no carro quando os bombeiros chegaram ao local.

    A morte foi constatada por um médico de uma unidade de saúde da cidade e o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) da região.

    Quatro mortes foram confirmadas na segunda-feira no RS

    Em Mato Castelhano, uma pessoa morreu ao tentar atravessar uma área inundada pelo transbordamento de um rio, e foi levada pela correnteza.

    Em Passo Fundo, um homem morreu eletrocutado no bairro Cruzeiro. Cerca de 20 residências da cidade tiveram o telhado danificado pela chuva com granizo.

    Em Ibiraiaras, duas pessoas morreram após ficarem presas dentro de um veículo ao tentarem atravessar área de transbordamento de um rio e serem levadas pela correnteza.

    Em entrevista à CNN, a meteorologista da Climatempo Maria Clara Sassaki contou que algumas cidades do Rio Grande do Sul registraram, apenas nessa primeira semana, toda a chuva prevista para o mês de setembro.

    “Essa grande quantidade de chuva mantém o alerta ao longo dos próximos dias, mesmo que o tempo esteja mais firme, porque a água demora ainda para escoar. Os rios acabam extravasando, provocando novas enchentes, novos deslizamentos”, explicou.

    Ciclone se afasta do Sul

    O ciclone extratropical que atingiu a região Sul nos últimos dias se afastou, mas a passagem da frente fria associada a ele provoca uma queda acentuada na temperatura na região Sul nesta terça-feira (5), aponta a Climatempo.

    A especialista também adiantou que, com o afastamento do ciclone, o tempo firme volta a predominar no Sul e abre espaço para que o ar polar derrube mais ainda as temperaturas na região. Na região da fronteira com o Uruguai e na Campanha Gaúcha, o risco de geada é acentuado.

    “Ao longo do dia, o tempo firme vai voltando para o Rio Grande do Sul e o ar polar toma conta da região Sul do país. Agora a gente tem um risco de geada, com temperaturas muito baixas no decorrer dos próximos dias no Sul do país”, relatou.

    Veja também: Ciclone extratropical chega à região Sudeste

    Com informações de Ana Coelho e Léo Lopes