Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    No nono dia de buscas, número de mortos em Petrópolis (RJ) chega a 198

    Equipes de resgate procuram por 104 pessoas desaparecidas após as fortes chuvas que destruíram a cidade na semana passada

    Carro preso em enchente em Petrópolis
    Carro preso em enchente em Petrópolis Ricardo Moraes/Reuters (16.fev.2022)

    Camille CoutoThayana AraújoPauline AlmeidaAndré Rigueda CNN

    Rio de Janeiro e São Paulo

    Ouvir notícia

    O número de mortos em Petrópolis subiu para 198, segundo informou nesta quarta-feira (23) o Corpo de Bombeiros Militar do Rio de Janeiro. No nono dia de trabalhos, as equipes de resgate seguem com as buscas na cidade após a destruição causada pelo temporal do dia 15.

    O número de desaparecidos caiu de 104 pessoas para 69, segundo dados da Polícia Civil. O número de pessoas que recebem atendimento da Assistência Social é de 867, informou a prefeitura de Petrópolis.

    A tragédia é a maior da história de Petrópolis, superando as chuvas de 1998, em que 134 pessoas morreram após deslizamentos e enchentes. Em 2011, a região também foi atingida por fortes temporais, que causaram 73 óbitos.

    A forte chuva da última terça-feira provocou mais de 1300 ocorrências, a maior parte de deslizamentos na cidade, que fica na Região Serrana do Rio de Janeiro. Diversos alagamentos também causaram destruição e mortes. Choveu cerca de 260 milímetros em apenas seis horas, quantidade de chuva prevista para todo o mês de fevereiro.

    De acordo com o monitoramento da equipe técnica, ainda existe a possibilidade de chuva nos próximos dias.

    A Defesa Civil orienta que a população fique atenta para a emissão de novos avisos e, em caso de emergência, ligue 193 (Corpo de Bombeiros) e 199 (Defesa Civil).

    Mutirão para identificar desaparecidos

    A Polícia Civil do Rio de Janeiro começou, na segunda (21), um mutirão de coleta de DNA para identificar e localizar pessoas desaparecidas em Petrópolis. Os trabalhos têm apoio do Tribunal de Justiça e Defensoria Pública.

    A cada dia, serão chamadas 20 famílias que já registraram ocorrência de desaparecimento, nos diversos pontos da cidade.

    Fotos – Impactos das chuvas em Petrópolis

    A coleta de material genético será feita em um clube do Centro de Petrópolis, das 9h às 12h e das 13h às 17h, estritamente para os convocados por agendamento. Cada família que contribuir com o DNA receberá uma cesta básica.

    Ajuda

    Com a destruição da cidade, diversas iniciativas surgiram para arrecadar doações para as famílias afetadas. Veja aqui algumas das ações de apoio e as formas de ajudar.

    Mais Recentes da CNN