Operação da PF investiga desvio de R$ 15 milhões na saúde do RS

Operação Camilo apura crimes de fraude à licitação, peculato, corrupção passiva, organização criminosa, contra a saúde do estado

Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumpre mandatos no RS durante Operação Camilo
Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumpre mandatos no RS durante Operação Camilo Foto: Divulgação/ Ministério Público RS

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Uma operação da Polícia Federal e do Ministério Público do Rio Grande do Sul cumpre 129 medidas judiciais em investigação, nesta quarta-feira (27), por suspeita de fraude à licitação, peculato, corrupção passiva, organização criminosa, contra a saúde do estado.

A Operação Camilo, deflagrada nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e no Rio de Janeiro, apura prejuízo estimado de R$ 15 milhões em recursos repassados pela União e pelo estado do Rio Grande do Sul a uma Organização Social.

Assista e leia também:

PF faz buscas no Rio de Janeiro contra desvios no INSS

PF cumpre mandados em inquérito sobre ofensas ao STF

Ao todo, são 61 mandados de busca e apreensão, 15 de prisão temporária, além de medidas judiciais de sequestro de bens móveis e imóveis, bloqueio de valores depositados em contas dos investigados e de empresas e afastamento cautelar de funções exercidas por servidores públicos municipais.

As ordens judiciais foram expedidas pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região e pela Justiça Estadual de Rio Pardo.

Mais Recentes da CNN