Praias brasileiras registram movimentação intensa neste sábado (5)

Em cidades de SP, RJ e PE, a movimentação de banhistas foi acima da média nas faixas de areia; muitas pessoas ignoraram uso de máscara e distanciamento social

Murillo Ferrari,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Muitas cidades litorâneas no Brasil registraram movimentação intensa em suas praias neste sábado (5), primeiro dia do feriado prolongado de Independência do Brasil. Saiba quais cuidados tomar se for viajar para essas regiões.

No Guarujá, no litoral de São Paulo, houve aumento na presença de banhistas desde o começo da manhã. Muitos turistas aproveitaram a temperatura na casa dos 25º C para se banhar e também relaxar, apesar da proibição de permanecer na faixa de areia.

Além de triciclos, os agentes da PM usaram também cavalos no apoio à fiscalização local para evitar aglomeração nas praias.

A mobilização faz parte do reforço anunciado esta semana pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), aos municípios litorâneos e de estâncias turísticas.

Assista e leia também:
Estradas que ligam SP ao interior e litoral têm movimento intenso
Governo de SP realizará fiscalizações mais rígidas no litoral durante o feriado
Aglomerações em praias podem fazer SP regredir, diz secretário

A previsão é disponibilizar 20 mil agentes a essas localidades ao longo dos dias de descanso – no Guarujá, são cerca de 130 PMs.

“A gente vai ficar em apoio à Guarda Civil Metropolitana caso tenha algum problema com aglomeração de pessoas. Mas, via de regra, somos os últimos a ser acionados”, explicou o tenente Porcina.

A operação será realizada até terça-feira (8), das 10h às 16h. O plano é que os policiais fiquem em pontos estratégicos da orla, ajudando na conscientização contra o novo coronavírus.

Litoral paulista registra aumento de turistas para o feriado
Litoral paulista registra aumento de turistas para o feriado (5.set.2020)
Foto: CNN Brasil

Os esforços para alertar turistas e moradores sobre as regras nas praias do Guarujá contam com distribuição de panfletos aos motoristas que chegam à cidade e se dirigem às faixas de areia e mar.

O material avisa que são permitidas atividades esportivas sem contato físico, a exemplo de caminhadas, corridas, futevôlei, surfe e caiaque. Para essas atividades, o uso de máscara é obrigatório.

Já os esportes coletivos estão proibidos, bem como a permanência de cadeiras de praia, guarda-sóis, tendas, esteiras, brinquedos infantis, coolers e similares. O banho de mar também é vetado, mas não está descrito no panfleto.

Praias cheias no Rio

Com termômetros marcando quase 30 graus no Rio de Janeiro, cariocas e turistas, mais uma vez, lotaram as praias da cidade. A movimentação foi intensa em Copacabana, na Zona Sul, e na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

Os termômetros devem continuar em elevação no domingo (6) e na segunda-feira de feriado (7), segundo o Sistema Alerta Rio.

Vale destacar que a cidade do Rio segue na fase 6A do plano de flexibilização, que permite o funcionamento de museus, galerias de artes, parques de diversão, bibliotecas e centros culturais com capacidade limitada.

Permanecer na areia – com ou sem barraca – está proibido. Estão autorizados apenas o banho de mar e a prática de esportes aquáticos e na orla (na areia, a prática fica restrita aos dias úteis).

Assista e leia também:

Mesmo com restrições nas praias, feriado deve movimentar turismo no Rio

Saiba quais cuidados tomar se for viajar no feriado

Mesmo com a pandemia, a hotelaria carioca tem cerca de 46% dos quartos reservados para o feriado de Independência, segundo dados da Associação de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ).

Os bairros da Zona Sul do Rio – como Ipanema, Leblon, Leme e Copacabana – estão entre os mais procurados, com média de 59% de ocupação.

A expectativa é de movimentação intensa também nos pontos turísticos da cidade. O Trem do Corcovado, que dá acesso ao Cristo Redentor, espera receber 3 mil visitantes por dia até a próxima terça-feira (8).

Cariocas aproveitam praia em fim de semana prolongado
Cariocas aproveitam praia em fim de semana prolongado (5.set.2020)
Foto: CNN Brasil

Na manhã deste sábado, todos os ingressos disponíveis para o Aquário Marinho do Rio de Janeiro (AquaRio) foram vendidos.

Os números impactam, também, o setor de aviação. O Aeroporto Santos Dumont tem 500 voos programados – entre pousos e decolagens – para o feriado, e deve receber mais de 55,5 mil viajantes.

Na Rodoviária Novo Rio, são esperados 8 mil passageiros. Os destinos com maior procura são as praias da Região dos Lagos.

Na Via Lagos, rodovia que liga a capital fluminense à região dos Lagos, 125 mil veículos devem trafegar durante o fim de semana e o feriado. Este sábado é o dia com maior procura: 29 mil veículos.

Volta dos barraqueiros em Recife

Em Recife, apesar do aumento na movimentação de banhistas nas praias, em muitos locais houve respeito ao distanciamento social recomendado pelas autoridades. O uso de máscaras, no entanto, era baixo entre os frequentadores da faixa de areia.

Este é o primeiro fim de semana na cidade em que os barraqueiros foram autorizados a retomar suas atividades nas praias da cidade. O governo ofereceu uma linha de crédito entre R$ 3 mil e R$ 5 mil para ajudar esses trabalhadores.

No total, 1.165 trabalhadores cadastrados pela Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano, entre ambulantes e barraqueiros fixos, estão liberados a voltar a trabalhar na faixa de areia.

A prefeitura da cidade informou que cerca de 120 funcionários do município orientam banhistas e comerciantes em relação ao cumprimento dos protocolos de convivência com a Covid-19.

O governo municipal também pretende distribuir 2 mil máscaras até segunda-feira (7) aos frequentadores da praia para reforçar a obrigatoriedade do uso do equipamento de proteção.

Praia da Boa Viagem, no Recife, com grande movimentação de banhistas
Praia da Boa Viagem, no Recife, teve grande movimentação de banhistas neste sábado (5)
Foto: Veetmano Prem – 5.ago.2020/ Fotoarena/ Estadão Conteúdo

(Com informações de Peterson Gobetti, videorrepórter, Luiza Muttoni, da CNN, no Rio de Janeiro, Diego Barros, da CNN, no Recife, e do Estadão Conteúdo)

Mais Recentes da CNN