Prefeitura do Recife suspende realização do Carnaval neste ano

Medida foi tomada pelo aumento dos casos de influenza na cidade; onze capitais já cancelaram a festa

Douglas Portoda CNN*

em São Paulo

Ouvir notícia

A Prefeitura do Recife anunciou, nesta quarta-feira (5), a suspensão da programação oficial do Carnaval neste ano. A medida foi tomada pelo aumento dos casos de influenza na cidade.

O parecer acontece após a decisão do cancelamento do Carnaval de rua pela Prefeitura de Olinda (PE).

“O Recife enfrenta um crescimento expressivo de casos de gripe e entende, como sempre, que a prioridade deste –e de qualquer momento– sempre será a preservação da saúde e da vida”, diz a administração municipal em nota.

Mesmo com o avanço na vacinação contra a Covid-19, chegando a 83% da população maior de 12 anos com o esquema completo, os índices de infecção pela H3N2 subiram demasiadamente. Apenas em 27 de dezembro foram registrados 314 casos. Até o momento, já foram 2.451 diagnósticos da doença e 17 mortes.

Com a situação, a Secretaria Municipal da Saúde intensificou a vacinação contra a gripe na cidade, disponibilizando em postos de saúde, em cinco shoppings e em ações itinerantes pela capital. Mais de 525 mil doses já foram aplicadas.

 

O prefeito João Campos (PSB) anunciou, na última segunda-feira (5), a abertura de 40 leitos, sendo 30 de enfermaria e dez de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para tratamento de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), causada pela influenza, no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa (HECPI), no bairro de Areias. 

Onze capitais já cancelaram a realização do Carnaval: Campo Grande, Cuiabá, Teresina, Belém, Fortaleza, Salvador, Rio de Janeiro (apenas o Carnaval de rua), Florianópolis, Curitiba (será realizado online), São Luís e, agora, o Recife.

(*Com informações de Giovanna Bronze, da CNN)

 

Mais Recentes da CNN