Prefeitura do Rio registra mais de 17 mil autuações em duas semanas de restrição

A média é de 1.214 multas por dia, cinquenta a cada hora

Fiscalização das restrições para conter Covid-19 no Rio de Janeiro
Fiscalização das restrições para conter Covid-19 no Rio de Janeiro Foto: Erbs Jr./Framephoto/Estadão Conteúdo (26.mar.2021)

Lucas Janone, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

A prefeitura do Rio de Janeiro realizou 17.837 autuações durante as duas semanas com medidas restritivas para conter o avanço da pandemia de Covid-19 no município. O “recesso” que proibiu o funcionamento de serviços não essenciais na capital fluminense tinha duração inicial de dez dias, porém as restrições foram prorrogadas até está quinta-feira (8). 

No período, foram aplicadas 996 multas a bares, restaurantes e ambulantes e 190 estabelecimentos e festas foram fechados. Além disso, agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) multas de trânsito, reboques e apreensões de mercadorias.

Dessa formar, o levantamento divulgado pela prefeitura nesta sexta-feira (9) aponta que 1.214 autuações foram registradas por dia, uma média de cinquenta multas por hora. 

Para o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale, o saldo das fiscalizações foi positivo. Ele salientou ainda que, apesar do número de penalizações, os cariocas respeitaram as determinações impostas pelo prefeito da cidade, Eduardo Paes (DEM).   

“A população, em sua grande maioria, respeitou as determinações da Prefeitura e com isso conseguimos coibir aglomerações. Aos que insistem em não colaborar, seguiremos firmes nas ruas, realizando nossas operações por todo o município”, ressaltou Carnevale. 

Após o período de isolamento social, setores voltam a funcionar. A partir desta sexta-feira (9), bares, lanchonetes, restaurantes e quiosques da orla poderão voltar a receber clientes presencialmente. O consumo será permitido nos estabelecimentos para pessoas sentadas às mesas e até as 21h.

Os setores de serviços e o comércio também voltam a receber clientes. Os horários de funcionamento foram ajustados para tentar diminuir a quantidade de pessoas nos transportes coletivos. 

Prestação de serviços estão liberadas entre 12h e 21h, comércio entre 10h e 18h e órgãos não essenciais da administração pública entre 8h e 17h. Além disso, museus, galerias, cinemas, circos, aquários e zoológicos terão visita permitida entre 12h e 21h. Clubes sociais e esportivos funcionam até 21h. 

Mais Recentes da CNN