Prefeitura do Rio vai liberar praias e banhistas terão lugar marcado na areia

Frequentadores das praias vão ter que baixar aplicativo para marcar horário e lugar nas areias

Leandro Resende e Camille Couto, da CNN no Rio

Ouvir notícia
praia de ipanema rio de janeiro
Praia de Ipanema, neste sábado (8)
Foto: Jairo Nascimento/ CNN

A prefeitura do Rio de Janeiro vai lançar nos próximos dias um aplicativo para que os frequentadores marquem horário e lugar nas areias das praias da cidade. Nas últimas semanas, contrariando as regras estabelecidas pela prefeitura, cariocas têm lotado as areias e promovido aglomerações. 

A CNN apurou que o aplicativo está sendo desenvolvido pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, enquanto a prefeitura mantém conversas com o governo federal sobre a medida. De acordo com o artigo 20 da Constituição, as praias são bens da União, ou seja, estão sob a responsabilidade do governo federal. 

A minuta do decreto está pronta e está sob a análise da Procuradoria-Geral do Município — justamente para evitar questionamentos à sua legalidade e dar a melhor formatação jurídica à ideia. Faltam apenas detalhes para o lançamento.  O prefeito do Rio, Marcelo Crivella (Republicanos), conduz pessoalmente o tema e as conversas com o governo federal sobre a marcação de lugares nas praias. 

Leia mais:

Não é só no RJ: praias da Inglaterra ficam lotadas em dia ensolarado; veja vídeo

ONG faz homenagem às 100 mil vítimas de Covid-19 com balões em Copacabana

A retomada das aulas e o impacto da Covid-19 na educação básica

Na próxima semana o gabinete científico da prefeitura do Rio se reunirá para discutir a proposta de marcação de lugares na praia, vista com desconfiança de acordo com membros do grupo consultados pela CNN. Além disso, serão analisados os números da pandemia no município para saber se o Rio pode ou não avançar para próxima fase do isolamento social – a fase 6, a última do plano de flexibilização.

praia de ipanema rio de janeiro
Praia de Ipanema, neste sábado (8)
Foto: Jairo Nascimento/ CNN

Nesta etapa, poderão funcionar as praças de alimentação dos shoppings, permissão para ambulantes circularem nas areias da praia e banhistas levarem guarda-sol e cadeira para as areias. Além disso, competições esportivas – com o Campeonato Brasileiro de futebol – poderão receber até 1/3 da capacidade dos locais em que são realizados. 

Em nota, a prefeitura do Rio informou que a fase 6 da flexibilização tem início previsto para o próximo dia 16 e que “todas as medidas são adotadas com base no resultado do acompanhamento diário dos indicadores do mapa da Covid-19 pelo Comitê Científico, que pode definir a antecipação ou o adiamento para um ou outro segmento”.

Mais Recentes da CNN