Putin reconhece independência de áreas da Ucrânia e mais da noite de 21 de fevereiro

5 Fatos Noite, apresentado por Isabella Faria, repercute as principais notícias do Brasil e do mundo

Gabriel Fernedada CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

O reconhecimento do presidente da Rússia, Vladimir Putin, da independência de áreas separatistas da Ucrânia e o fim das restrições contra a Covid-19 no Reino Unido estão entre os destaques da noite desta segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022.

Putin reconhece independência de áreas na Ucrânia

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, reconheceu a independência de duas áreas separatistas da Ucrânia. Esses dois locais são controlados por grupos pró-Rússia. A declaração foi feita através de um pronunciamento televisionado.

Estados Unidos anunciam sanções

Após a declaração de Putin, os Estados Unidos anunciaram sanções contra as áreas separatistas da Ucrânia. Segundo comunicado da porta-voz do governo de Joe Biden, a decisão vai proibir novos investimentos, comércio e financiamento americano nas duas regiões. A União Europeia e o Reino Unido também devem impor restrições.

Manifestação sobre a PEC dos Precatórios

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a Câmara dos Deputados, o Senado e a Presidência da República se manifestem sobre a aprovação da PEC dos Precatórios em até cinco dias. A decisão se deu em uma ação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que questiona a emenda aprovada no Congresso.

Inscrições para o ProUni

As inscrições para o Programa Universidade Para Todos (ProUni) começam nesta terça-feira (22). Nesta edição, os estudantes poderão usar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020 e 2021 para ingressar no programa. A alteração faz parte de um decreto publicado na semana passada, que já está em vigor.

Fim das restrições contra a Covid-19 no Reino Unido

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou o fim das restrições contra a Covid-19 no Reino Unido. A decisão vale a partir de quinta-feira (24). Já a partir do dia 1° de abril, os testes gratuitos de diagnóstico da doença deixarão de ser fornecidos à população.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

Mais Recentes da CNN