São Paulo proíbe plásticos descartáveis em estabelecimentos comerciais

Regra vale para estabelecimentos comerciais na cidade e prevê multa de mil a 8 mil reais

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Estabelecimentos comerciais da cidade de São Paulo estão proibidos de fornecer itens descartáveis de plástico aos clientes. O objetivo é evitar o descarte destes materiais que acabam poluindo o meio ambiente. 

De acordo com dados da  Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) a média histórica de descarte de material reciclável no Brasil, referente ao período anterior à 2008, aponta que 31% do lixo brasileiro era composto por material que poderia ter sido reciclado. Em 2020, a proporção subiu para 35%. Segundo a entidade, a pandemia fez com que as pessoas passassem a consumir mais plástico. 

Leia e assista também:

Governo prorroga para outubro regra sobre reembolso de passagens aéreas
Anvisa pede atenção a exames que podem não diagnosticar variante de Covid-19
Governo vê Temer em campanha por Baleia Rossi e disputa acirrada na Câmara

A lei prevê multa que varia entre mil a 8 mil reais. Em caso de reincidência o local pode ser fechado. 

De acordo com a medida, que passou a valer no primeiro dia de 2021, bares, restaurantes, padarias, hotéis, pousadas e clubes noturnos não podem mais utilizar utensílios plásticos. Itens como copos, talheres e pratos terão de substituídos por material biodegradável ou reutilizável.

Os canudos plásticos estão proibidos não só na capital, mas em todo o estado

Destaque do CNN Business:

Está planejando a aposentadoria do INSS? Veja quais são as regras em 2021
Confira os melhores investimentos em renda fixa e renda variável para 2021

Mais Recentes da CNN