Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Três homens são mortos em operação das polícias civis no RJ e de Goiás

    Eles são apontados como integrantes de uma organização criminosa interestadual voltada ao tráfico de drogas

    Carro da Polícia Militar do estado do Rio de Janeiro.
    Carro da Polícia Militar do estado do Rio de Janeiro. Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil (1º.jan.2020)

    Isabelle Salemeda CNN

    Em São Paulo

    Três homens foram mortos nesta quinta-feira (30) durante uma operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro em conjunto com o Grupo Antissequestro de Goiás.

    Eles são apontados como integrantes de uma organização criminosa interestadual voltada ao tráfico de drogas e estavam escondidos em comunidades de Santa Teresa, na região central do Rio.

    Entre os mortos está Wellington Jordan Oliveira de Faria, 33 anos, conhecido como “Fedido”. O suspeito, de acordo com as investigações, é apontado como uma das lideranças da organização criminosa de traficantes que atua em Goiás. Ele possuía 13 anotações criminais por associação para o tráfico de drogas, tráfico de drogas, homicídio e entre outras, além de um mandado de prisão em aberto por tráfico e associação para o tráfico.

    Outro criminoso que agia na localidade de João Braz, em Goiânia, também foi morto. Wesley Gomes Honorato, de 28 anos, possuía 15 anotações criminais por associação para o tráfico, tráfico de drogas, roubo, porte ilegal de arma de fogo e outros delitos. Contra ele, segundo a polícia, também existia um mandado de prisão em aberto por tráfico e associação para o tráfico.

    O terceiro morto durante a ação era do Rio de Janeiro. Vanderson Moreira Mota, de 47 anos, também possuía diversas anotações criminais.

    Segundo a polícia fluminense, a investigação começou após uma ação integrada com as polícias civis de 12 estados do país. Após troca de informações, monitoramento e um trabalho de inteligência, os agentes identificaram endereços no Morro dos Prazeres que eram utilizados pelo grupo como pontos de apoio.