Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Vídeo: turbina de avião explode durante voo da ponte aérea Rio-SP

    Explosão foi flagrada por passageiros; apesar do incidente, aeronave conseguiu pousar em segurança

    Felipe Andradeda CNN

    em São Paulo

    Os passageiros do voo G3 1023, da Gol, que faz a ponte aérea Rio de Janeiro e São Paulo tomaram um susto na última segunda-feira (9). Uma das turbinas do Boeing 737-700 explodiu logo após a decolagem do Aeroporto Santos Dumont, na capital fluminense.

    O voo, que saiu às 13h30 do RJ, precisou retornar para a cidade carioca, pousando em segurança no Aeroporto do Galeão.

    De acordo com o relato de Sabrina Charello, passageira que estava no avião, um barulho “estranho” já era perceptível desde o início do voo.

    “As aeromoças estavam tranquilas, algumas pessoas da Gol estavam no voo também, então decolamos”.

    O susto aconteceu logo após a decolagem, cerca de 10 minutos do início do voo.

    “Ouvimos um estouro muito alto. Todo mundo ficou assustado. Logo depois veio o aviso para apertar os cintos e permanecer sentados”.

    Após a explosão, o voo precisou voltar para o Rio de Janeiro e pousou no Galeão. De acordo com Sabrina, isso aconteceu por causa dos passageiros que começaram a passar mal logo após a explosão da turbina.

    Em nota, a Gol informou que o voo “apresentou problema técnico após a decolagem e alternou para o Galeão (GIG). A tripulação cumpriu os procedimentos previstos e a aeronave pousou normalmente.” Veja a íntegra abaixo.

    GOL informa que o voo G3 1023 de segunda-feira (09/10), entre Santos Dumont (SDU) e Congonhas (CGH), apresentou um problema técnico no motor após a decolagem e alternou para o Galeão (GIG). A tripulação cumpriu os procedimentos previstos e a aeronave pousou normalmente.

    Os Clientes impactados receberam o devido atendimento e foram remarcados para os próximos voos com destino a CGH.

    Em relação aos motores das aeronaves da frota, a GOL reforça que cumpre à risca o programa de manutenção preventiva recomendado pelo fabricante, aprovado e auditado pelas autoridades de aviação civil. Além disso, adota medidas adicionais para alcançar os mais altos níveis de qualidade e confiabilidade, o que inclui um monitoramento em tempo real dos parâmetros de cada motor de suas aeronaves tanto pela GOL quanto pelo fabricante.

    A GOL reitera que todas as ações tomadas em relação a este voo asseguram o foco na Segurança, valor número 1 da Companhia.

    Veja também: Vídeo mostra vítimas de avião que caiu em Barcelos embarcando