Maia chama de 'abusiva' decisão que prendeu Crivella

‘Você prender um prefeito com os motivos usados não faz sentido’, afirmou o presidente da Câmara dos Deputados

Por Igor Gadelha, CNN  
22 de dezembro de 2020 às 11:53 | Atualizado 22 de dezembro de 2020 às 12:35

 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), classificou como “abusiva” a decisão judicial que ordenou o afastamento e a prisão do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), nesta terça-feira (22).

“Achei uma decisão abusiva. Você prender um prefeito com os motivos usados não faz sentido”, afirmou à CNN Maia, que é adversário político de Crivella no Estado.

Leia também:
Em denúncia, MP do Rio diz que operação contra Crivella, em setembro, vazou
Crivella entregou celular de outra pessoa ao ser alvo de operação, em setembro
'Fui o governo que mais atuou contra corrupção no Rio', diz Crivella após prisão

“Acho um abuso você prender um prefeito no exercício do mandato, com uma decisão dessas faltando nove dias, uma pessoa que tem endereço”, emendou o presidente da Câmara.

O deputado do DEM defendeu que Crivella terá que recorrer. “Espero que as instâncias superiores possam reverter essa decisão e que ele responda ao processo”, disse Maia à coluna.

A decisão judicial foi dada pela desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita. Além da prisão preventiva, a magistrada determina o afastamento imediato de Crivella do cargo de prefeito.

Um dos argumentos da desembargadora para determinar prisão preventiva é a possibilidade de o prefeito disputar o governo do Rio de Janeiro em 2022, o que, para ela, levaria os ilícitos a perdurarem.