Governador do Rio de Janeiro pede a Lira derrubada de veto de Bolsonaro

Cláudio Castro quer derrubar veto na proposta que trata do equilíbrio de dívidas dos Estados, o que impede a contratação de pessoal mesmo se houver vaga aberta

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
09 de fevereiro de 2021 às 07:17 | Atualizado 09 de fevereiro de 2021 às 07:55

 

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, estará com o presidente da Câmara, Arthur Lira, nesta terça-feira (9), para falar de propostas que impactam a recuperação fiscal do estado. À CNN, Castro afirmou que vai pedir a derrubada de um dos vetos do presidente Jair Bolsonaro na proposta que trata do equilíbrio de dívidas dos Estados, o que impede a contratação de pessoal mesmo se houver vaga aberta. "A questão das vacâncias me preocupa muito. Principalmente na área da saúde, educação e segurança pública. O presidente vetou o artigo que possibilitava e são áreas sensíveis", afirmou à coluna. Na justificativa do veto, o Palácio do Planalto argumentou que como “não foi definida a data base para calcular o estoque de vacâncias que deve ser reposto”, a proposta “poderia aumentar as contratações e as despesas com pessoal, que correspondem à maior parte das despesas correntes dos estados”.

O encontro de Castro com Lira também será o primeiro desde a eleição para presidente da Câmara. Castro, que é do nanico PSC, apoiou o alagoano Lira e não o grupo de Rodrigo Maia, que é do mesmo estado, o Rio de Janeiro.

O governador é possível candidato ao estado em 2022. Na quarta-feira, ele tem encontro marcado com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes.

O governo federal tem acenado favoravelmente pela ampliação do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) até 2023 e tem discutido os termos de prorrogação.