Bolsonaro questiona a demora para a sabatina de André Mendonça para o STF

Mendonça foi indicado para a vaga aberta pelo agora ex-ministro Marco Aurélio Mello em julho deste ano

Da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou  nesta quarta-feira (27) a demora do presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Davi Alcolumbre (DEM-AP) em marcar uma data para a sabatina de André Mendonça para a vaga aberta no Supremo Tribunal Federal (STF).

“Não justifica três meses de atraso. Imagina a angústia. O presidente da Comissão de Justiça foi meu aliado em dois anos que ele esteve a frente do Senado Federal. Por que essa mudança? Não sei o que ele quer. Porque não um evangélico com um grande conhecimento lá dentro do STF?”, afirmou Bolsonaro durante um evento em uma igreja no Amazonas.

Mendonça foi indicado para a vaga aberta pelo agora ex-ministro Marco Aurélio Mello em julho deste ano, sendo a promessa do “ministro terrivelmente evangélico” feita por Bolsonaro desde o início de seu mandato. Porém, o nome sofre resistências no Senado.

Segundo a analista de política da CNN Taís Arbex, Alcolumbre indicou a aliados que a análise do nome do ex-chefe da AGU (Advocacia-Geral da União) será na última semana de novembro.

O senador teria dito que tomou a decisão por acreditar ter votos suficientes para a derrota de Mendonça no plenário do Senado. O ex-ministro precisa do apoio de 41 dos 81 senadores para garantir a cadeira no Supremo.

(Publicado por Evandro Furoni)

Mais Recentes da CNN