Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Comissão da Câmara quer ouvir ministros palacianos sobre atuação de Janja no governo

    Deputados da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle aprovaram convite para Rui Costa (Casa Civil), Alexandre Padilha (Relações Institucionais) e Márcio Macêdo (Secretaria-Geral)

    Participação de Janja no governo é questionada por comissão da Câmara
    Participação de Janja no governo é questionada por comissão da Câmara Wilton Junior/Estadão Conteúdo

    Mayara da PazMarina Demorida CNN

    Brasília

    A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (27), requerimentos de convite a três ministros do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para que eles esclareçam as funções da esposa do petista, Janja da Silva.

    Os ministros convidados pelo colegiado são:

    • Rui Costa, da Casa Civil;
    • Alexandre Padilha, da Secretaria de Relações Institucionais; e
    • Márcio Macêdo, da Secretaria-Geral da Presidência.

    Inicialmente, os requerimentos pediam a convocação dos integrantes do primeiro escalão mas, após aprovados, foram transformados em convite.

    Por se tratar de um convite, os ministros não são obrigados a comparecer à comissão.

    De autoria do deputado Evair Melo (PP-ES), os requerimentos pedem explicações sobre “as notícias relacionadas à possibilidade e competência da primeira-dama, Janja da Silva, em assumir a agenda presidencial”.

    A CNN procurou Janja para se manifestar sobre o assunto, mas não houve retorno até a publicação desta reportagem.

    Outros ministros

    Nesta quarta, a CFFC também aprovou o convite para que outros três ministros compareçam ao colegiado para prestar esclarecimentos. São eles:

    • Paulo Pimenta, da Secretaria de Comunicação Social, para falar sobre gastos com publicidade oficial;
    • Flávio Dino, da Justiça, para falar sobre ações de prevenção e de enfrentamento da criminalidade; e
    • Esther Dweck, da Gestão, para falar sobre a reforma administrativa.

    VÍDEO – Janja exclui vídeo “quase dançando” ao chegar à Índia