Em encontro na casa de Toffoli, Bolsonaro reclama de distanciamento de Fux

Bolsonaro teria dito ainda que, quando Toffoli era presidente do STF, o diálogo entre os poderes Executivo e Judiciário era “um pouco mais fácil”

Larissa Rodrigues,

Da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

Durante encontro na casa do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli com a presença do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), na noite deste sábado (3), o presidente da República, Jair Bolsonaro, reclamou aos presentes do comportamento do ministro Luiz Fux, atual presidente do STF.

Segundo fontes ouvidas pela CNN, Bolsonaro comentou, assim que Kassio Nunes chegou ao local, o fato de Fux ter reclamado que o presidente da República indicou o desembargador para a Corte sem consultá-lo. No entanto, segundo o chefe do Executivo, é o ministro do STF quem não dá espaço para conversas institucionais entre eles. 

Leia também:
Kassio Nunes encontra Bolsonaro e Alcolumbre na casa de Toffoli
Em tentativa de reconciliação, Guedes e Maia marcam jantar na segunda
Marinho foi orientado pelo Planalto a não reagir a Guedes
Contato tão cedo seria inapropriado, diz ministro do STF sobre ligação de Kassio

O presidente Jair Bolsonaro durante gravação de discurso para ONU

Bolsonaro teria dito ainda que, quando Toffoli era presidente do STF, o diálogo entre os poderes Executivo e Judiciário era “um pouco mais fácil”. Porém, ao ouvir as críticas, segundo interlocutores, Toffoli nem Alcolumbre deram continuidade ao assunto e voltaram a falar de como o nome de Kassio Nunes para uma vaga na Corte deve ser aprovado no Senado.

O encontro entre os chefes dos Poderes ocorreu em meio às articulações de Nunes em busca de apoio para ter sua indicação aprovada pelo Senado. Antes, na sexta-feira (2), Alcolumbre almoçou com Bolsonaro no Palácio do Planalto, quando pediu para o senador tentar acelerar a sabatina do desembargador.

Bolsonaro chega sem máscara e abraça Toffoli, também sem máscara (03.out.2020)
 
Foto: Reprodução/CNN

Toffoli abraça Bolsonaro durante encontro

Mais Recentes da CNN