Garcia: Europa desmatou muito mais que o Brasil e deveria cuidar do seu ambiente

No quadro Liberdade de Opinião desta segunda-feira (20), o jornalista falou sobre a imagem do Brasil no exterior em relação à política do meio ambiente

Da CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

No quadro Liberdade de Opinião desta segunda-feira (20), o jornalista Alexandre Garcia falou sobre a imagem do Brasil no exterior em relação à política do meio ambiente. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está nos Estados Unidos para participar da Assembleia-Geral da ONU, que começa na terça (21). Hoje, o presidente tem uma reunião bilateral com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

Os dois líderes devem tratar sobre meio ambiente e sustentabilidade — temas de grande importância para Boris Johnson, que deve estimular o Brasil a adotar mais “medidas verdes”. Na conferência das Nações Unidas, as metas para zerar emissões de carbono também estarão em pauta.

“A imagem é muito ruim, promovida por uma campanha antibrasileira. Tem muito fake news, tem muita verdade. O vice-presidente que agora está no exercício da presidência, o general Hamilton Mourão, tem levado embaixadores para a Amazônia para mostrar a realidade. Eu daria uma invertida em Boris Johnson para ele cuidar do seu meio ambiente. O Brasil, antes do Cabral chegar, tinha menos de 10% das florestas do mundo, e hoje, o Brasil tem quase 30% das florestas do mundo. Isso não significa que o Brasil não desmatou, e sim porque o mundo, principalmente a Europa, desmatou muito mais do que nós”, disse o jornalista.

O Liberdade de Opinião tem a participação de Fernando Molica e Alexandre Garcia. O quadro vai ao ar diariamente na CNN.

Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião
Alexandre Garcia no quadro Liberdade de Opinião / CNN Brasil (20.set.2021)

As opiniões expressas nesta publicação não refletem, necessariamente, o posicionamento da CNN ou seus funcionários.

 

Mais Recentes da CNN