Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Preso, instrutor de tiro de filho de Bolsonaro é principal alvo de operação; entenda

    Maciel Alves de Carvalho é apontado como cabeça de um suposto esquema de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e falsificação de documentos

    Maciel de Carvalho, instrutor de tiro
    Maciel de Carvalho, instrutor de tiro Reprodução

    Da CNN

    A Polícia Civil do Distrito Federal cumpre dois mandados de prisão e cinco de busca e apreensão no Distrito Federal e Santa Catarina nesta quinta-feira (24) contra um grupo suspeito de estelionato, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e falsificação de documentos.

    O principal alvo da Operação Nexum é o empresário Maciel Alves de Carvalho, de 41 anos, apontado como o cabeça do esquema e que foi preso na ação. Maciel é dono de um clube de tiros em Brasília e é o instrutor de tiros de Jair Renan Bolsonaro.

    O filho do ex-presidente Jair Bolsonaro, por sua vez, estava entre os alvos de busca e apreensão e teve seu celular apreendido.

    A suspeita é que Maciel usava o clube de tiros como fachada para a compra e venda ilegal de armas. Segundo as investigações, o grupo agia a partir de laranjas e empresas fantasmas. A polícia apura a abertura de contas no nome dos envolvidos na operação.

    Maciel já havia sido alvo de duas operações e foi preso em janeiro deste ano por uso de documentos falsos para o registro e comércio de armas de fogos e por suspeita de organização criminosa especializada em emissão ilícita de notas fiscais. Diversas armas de fogo também foram apreendidas em endereços ligados ao empresário.

    A partir dos documentos colhidos nas operações anteriores, a polícia conseguiu avançar na investigação, trazendo mais provas sobre o esquema.

    Veja: Polícia apura se Jair Renan Bolsonaro estaria lavando dinheiro

    (Publicado por Marina Toledo, com informações de Elijonas Maia e Larissa Rodrigues)