Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Jair Renan “está sossegado”, diz defesa do filho do Bolsonaro após operação da polícia

    Filho do ex-presidente teve o celular, um HD e anotações apreendidas em seu endereço em Balneário Camboriú nesta quinta-feira (24)

    Raquel LandimElijonas Maiada CNN

    em Brasília

    O advogado de defesa de Jair Renan Bolsonaro, Admar Gonzaga, disse à CNN que seu cliente está absolutamente “surpreso” com as acusações e com o mandado de busca e apreensão realizados nesta quinta-feira (24).

    “Não sabemos de nada. Só houve a busca e apreensão. Ele está em casa e tranquilo, mas surpreso”, afirmou.

    O filho mais novo do ex-presidente Jair Bolsonaro foi alvo de uma operação conjunta das polícias Civil do Distrito Federal e Santa Catarina. Há dois mandados de busca e apreensão em endereços ligados a ele, um em Brasília e outro em Santa Catarina.

    Ele teve o celular, um HD e anotações sobre “quociente eleitoral” apreendidos em Balneário Camboriú nesta manhã. Segundo apurou a CNN, ele estava dormindo quando os policiais chegaram.

    Fontes da polícia dizem ter documentos assinados pelo filho de Bolsonaro e explicam que, quando as investigações começaram, ele transferiu a empresa para um “laranja”, mas a manobra não teria sido suficiente para livrá-lo.

    “Ele [Jair Renan] está enrolado até o pescoço”, diz a fonte.

    Até agora as investigações vem sendo conduzidas exclusivamente pela PC-DF, mas a Polícia Federal vai passar a colaborar.

    O diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, e o diretor-geral da PC-DF, Robson Cândido, conversaram há pouco. Eles combinaram de as equipes trocarem informações e, se for o caso, solicitarem o compartilhamento de provas.

    Veja: Polícia apura se Jair Renan Bolsonaro estaria lavando dinheiro