Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula subiu e desceu escadas em fisioterapia e pode ter alta neste domingo (1º), diz boletim médico

    Presidente está internado em Brasília após passar por cirurgia no quadril e nas pálpebras

    Presidente Luiz Inácio Lula do Silva no Palácio do Planalto
    Presidente Luiz Inácio Lula do Silva no Palácio do Planalto 22/09/2023REUTERS/Adriano Machado

    Léo Lopesda CNN

    em São Paulo

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pode ter alta hospitalar ainda neste domingo (1º), disseram os médicos responsáveis pelo seu cuidado.

    Lula está internado na unidade do Hospital Sírio-Libanês em Brasília após ter passado por uma cirurgia de artroplastia total de quadril e blefaroplastia nas pálpebras.

    Veja também: Cirurgia de Lula é “resolução final para o problema” dele, diz Roberto Kalil à CNN

    De acordo com o boletim médico emitido às 10h deste domingo, Lula passou a noite estável e segue em recuperação realizando fisioterapia. Os médicos disseram que ele caminhou, subiu e desceu escadas com assistência fisioterapêutica.

    “As equipes médicas do Prof. Dr. Roberto Kalil Filho, da Dra. Ana Helena Germoglio e Prof. Dr. Giancarlo Cavalli Polesello, responsáveis pelo seu cuidado, avaliam possibilidade de alta ainda para o dia de hoje”, concluiu o boletim.

    Lula se recupera de cirurgia em área reservada do hospital com seguranças em antessala

    Conforme apurou o repórter da CNN Teo Cury, Lula está no hospital Sírio-Libanês acompanhado da primeira-dama Rosângela Lula da Silva, a Janja.

    Por orientação médica, o presidente não deve receber visitas e nem trabalhar enquanto estiver no hospital.

    O aposento em que o presidente se recupera da cirurgia fica no final do corredor de um dos andares do hospital. Para acomodá-lo, não foi necessário isolar o espaço.

    O quarto em que Lula está conta com uma antessala que pode ser usada para despachos e reuniões, e abriga os seguranças que o escoltam.

    Foi nesta antessala que o presidente caminhou na manhã deste sábado (30) e realizou as primeiras sessões de fisioterapia.

    O quarto com antessala foi adaptado quando o hospital, que tem sede em São Paulo, chegou a Brasília.

    A adaptação tinha como objetivo receber autoridades, personalidades e empresários de maneira reservada e para manter suas rotinas de atividades.

    O esquema difere das cenas de filme americano em que seguranças do presidente dos Estados Unidos ficam espalhados pelo prédio.

    A antessala permite que os seguranças que integram a escolta presidencial fiquem próximos a Lula e não precisem ocupar os corredores do hospital.

    O quarto com a configuração especial garante a privacidade do presidente e da primeira-dama e evita que os demais pacientes do hospital sejam afetados pela presença do mandatário. Com isso, a rotina do hospital segue normal.

    Lula passou a tarde deste sábado estável. Caminhou e realizou sessões de fisioterapia pela manhã e se alimenta melhor do que na noite de sexta-feira, quando deixou a sala de cirurgia.

    O presidente não tem restrição alguma e segue uma dieta normal e balanceada.

    A equipe médica avalia que o presidente tem se recuperado mais rapidamente do que o esperado e acredita que se ele mantiver este ritmo poderá antecipar a alta.

    Ao deixar o hospital, Lula deverá permanecer por ao menos três semanas se recuperando no Palácio da Alvorada e de quatro a seis semanas sem viajar.

    O primeiro compromisso do presidente fora de Brasília pós-cirurgia deve acontecer no final de novembro.

    Lula participará da 28ª Conferência do Clima das Nações Unidas, COP28, nos Emirados Árabes Unidos. Na sequência, deve visitar a Alemanha.