Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula realiza reunião ministerial, STJ solta chefe do PCC e mais de 15 de junho

    União Brasil discute uma troca na pasta como uma possível moeda de troca para ampliar a base parlamentar do governo federal

    Da CNN

    A realização de uma reunião ministerial em meio à disputa pela pasta do Turismo e a determinação do Superior Tribunal de Justiça de soltar Leonardo da Vinci Alves de Lima, conhecido como um dos chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC), estão entre os destaques desta quinta-feira (15).

    Lula faz reunião ministerial em meio à disputa no Turismo

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realizará nesta quinta-feira (15), a partir das 10h, uma reunião ministerial em meio à disputa pela pasta do Turismo. A atual chefe da pasta, Daniela Carneiro, estará presente no encontro. A expectativa é de que seja anunciada a saída dela do governo.

    A expectativa é que a troca de Carneiro à frente do Turismo seja por um nome indicado pela bancada de deputados federais do União Brasil, como Celso Sabino.

    Segundo o ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, Lula “quer poder ouvir de cada ministro, de cada ministra, um certo balanço das suas ações até esse momento e planejar o próximo período do governo. Uma avaliação muito positiva desse início de governo”.

    STJ solta chefe do PCC por considerar abordagem da PM ilegal; policiais e promotores reagem

    O ministro Sebastião Reis Junior, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou a soltura de Leonardo da Vinci Alves de Lima, conhecido como um dos chefes do Primeiro Comando da Capital (PCC) em São Paulo.

    Apontado como traficante pela polícia, Da Vinci estava preso no presídio de segurança máxima de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, mas já foi solto, de acordo com ofício do ministro publicado no sistema do STJ na segunda-feira (12).

    O magistrado entendeu como ilegal a abordagem dos policiais militares em São Paulo. Pela ocorrência, os militares informaram um “comportamento estranho do réu”, o que causou suspeita na equipe e motivou que ele fosse abordado.

    Prefeitura de Campinas investiga sexto caso de febre maculosa na cidade

    Na tarde de quarta-feira (14), mais um caso suspeito de febre maculosa foi notificado em Campinas (SP).

    A vítima é uma mulher de 40 anos, moradora de Hortolândia, que esteve em Campinas para o evento do dia 27 de maio na Fazenda Santa Margarida, no distrito de Joaquim Egídio. Ela apresentou sintomas em 10 de junho e segue internada em um hospital privado da cidade, aguardando resultado do exame laboratorial.

    Até agora, foram registrados seis casos, sendo três confirmados e três suspeitos. Do total, quatro pessoas morreram e duas permanecem internadas.

    Exército da Ucrânia reivindica sucesso em ofensivas durante “batalha feroz”

    As forças ucranianas estão reivindicando sucesso enquanto continuam sua ofensiva no sul e no leste do país, com grande parte dos combates ocorrendo perto da cidade de Bakhmut, no leste, segundo um porta-voz do exército.

    Em uma atualização, o Estado-Maior afirmou que a Rússia continua concentrando seus esforços primários na região de Donetsk em Lyman, Bakhmut, Avdiivka e Mariinka, com pelo menos 49 combates ocorrendo na quarta-feira (14).

    Câmara aprova projeto que torna crime discriminar políticos

    O plenário da Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que torna crime a discriminação de “pessoas politicamente expostas” em situações como negativas de bancos à abertura de contas ou à concessão de crédito.

    Pessoas politicamente expostas são aquelas que ocupam ou que ocuparam cargos públicos relevantes, conforme conceitos previstos na legislação, com posição de destaque no cenário nacional.

    O texto afirma que serão punidos na forma da lei “os crimes resultantes de discriminação cometidos em razão da condição de pessoa politicamente exposta, ou de pessoa que esteja respondendo à investigação preliminar, termo circunstanciado, inquérito ou a qualquer outro procedimento investigatório de infração penal, civil ou administrativa, ou de pessoa que figure na posição de parte ré de processo judicial em curso”.

    Newsletter

    Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br.

    *Publicado por Marina Toledo

    Tópicos

    Tópicos