Maioria do MDB está comprometida com Simone Tebet, diz Baleia Rossi

Em entrevista à CNN, presidente nacional do partido afirmou que sigla respeita opiniões divergentes de suas lideranças

Layane SerranoRenata Souzada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Após um jantar entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e importantes nomes do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) na noite de segunda-feira (11), o presidente nacional do partido, Baleia Rossi, afirmou a CNN que “a grande maioria do MDB, hoje, está comprometida com a pré-candidatura da Simone Tebet”.

Segundo Rossi, o partido sempre respeitou posições discordantes de seus líderes e tem conhecimento das preferências dos filiados.

“Senador Renan Calheiros e o ex-senador Eunício Oliveira nunca disseram nada diferente do que fizeram ontem. E sempre, de maneira muito clara e objetiva, dizem da relação pessoal que eles têm com o ex-presidente Lula”, declarou.

Junto com o União Brasil, o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e o Cidadania, o MDB prometeu anunciar em 18 de maio um candidato único para concorrer à presidência da República. “Estamos trabalhando para que haja um unificação das candidaturas do Centro democrático”, afirmou Rossi.

A estratégia dos partidos de Centro é lançar um nome que possa ser uma alternativa à polarização entre Lula e Jair Bolsonaro (PL), a chamada “terceira via”.

Na avaliação de Baleia Rossi, uma “candidatura moderada, pacificadora, equilibrada pode chamar a atenção do grande público, da população, para que busque um alternativa para dar as respostas que a população precisa”.

Até o momento, a pré-candidatura de Tebet não apresenta bons resultados nas pesquisas de intenção de voto. Segundo o Ipespe, em 6 de abril, a senadora tinha 2% dos votos.

“Acredito que assim que nós conseguirmos a convergência para ter um nome que represente essas forças políticas, esse nome vai ter um crescimento significativo nas pesquisas”, disse o presidente do MDB.

Mais Recentes da CNN