Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ministro da Defesa diz à CNN esperar aprovação de PEC dos militares no Senado ainda em 2023

    Para Múcio, a pauta é "importante e de consenso"

    O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro
    O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro Mateus Bonomi/Agif - Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo - 09.dez.2022

    Jussara SoaresThais Arbexda CNN

    Brasília

    O ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, disse à CNN, nesta quarta-feira (29), esperar que o plenário do Senado aprove ainda neste ano a proposta de emenda à Constituição (PEC) que muda as regras para que militares participem das eleições.

    A iniciativa obriga os integrantes das Forças Armadas a irem para reserva para poderem se candidatar a cargos eletivos.

    “Temos expectativa que vote neste ano ainda no plenário do Senado. É uma pauta importante e de consenso”, disse Múcio.

    Após um acordo, o texto foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, na tarde desta quarta (29), por votação simbólica e de maneira bastante célere.

    Apenas os senadores Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e Sergio Moro (União-PR) se manifestaram contra a proposta.

    A PEC foi construída pelo Ministério da Defesa a partir de um debate entre Múcio e os comandantes das Forças Armadas. O texto, elaborado em consenso entre os militares, ficou restrito à questão eleitoral, apesar de parte do Congresso desejar que também ficasse proibido a presença de militares em cargos do Executivo.

    Tópicos

    Tópicos