PSB deve formalizar na sexta-feira indicação de Alckmin para vice de Lula

Reunião nesta semana deve reunir os dois pré-candidatos, além dos presidentes das duas siglas: a deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), do PT, e Carlos Siqueira, do PSB

Daniela Lima e Iuri Pittada CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

Uma reunião nesta sexta-feira (8), em São Paulo, deve marcar a indicação oficial do ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) para concorrer à vice-presidência da República na chapa encabeçada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A reunião desta semana deve reunir os dois pré-candidatos, além dos presidentes das duas siglas –a deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), presidente nacional do PT, e o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira– e outros dirigentes e mandatários das duas siglas.

A realização do encontro havia sido antecipada na semana passada pela âncora da CNN Daniela Lima. Depois de feita a indicação, os partidos preveem para maio a formalização da candidatura da chapa.

Com o fim da janela partidária, os dois partidos chegaram a acordos em estados-chave, como o Rio de Janeiro, no qual o PSB terá como candidato a governador o deputado federal Marcelo Freixo e o PT lançará ao Senado o presidente da Assembleia Legislativa, André Ceciliano. No entanto, ainda não houve consenso sobre chapa única no maior colégio eleitoral do país, São Paulo, no qual são pré-candidatos o ex-prefeito paulistano Fernando Haddad (PT) e o ex-governador Márcio França (PSB).

CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Mais Recentes da CNN