Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Saiba quem é Ricardo Cappelli, que assumirá interinamente o GSI

    Futuro comandante da pasta é braço-direito do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, e foi interventor no Distrito Federal após os ataques de 8 de janeiro

    Ricardo Cappeli e Flávio Dino
    Ricardo Cappeli e Flávio Dino Reprodução/ Twitter

    Sofia KercherCaio Junqueirada CNN

    em São Paulo e Brasília

    O secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, assumirá interinamente o comando do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República com a demissão do general Gonçalves Dias.

    A medida aconteceu após imagens reveladas com exclusividade pela CNN que mostram Dias no Palácio do Planalto durante os ataques criminosos contra os Três Poderes em 8 de janeiro.

    No episódio, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decretou uma intervenção federal sobre o governo de Distrito Federal, com Cappelli como interventor. 

    Cappelli é braço-direito do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino. Ele é jornalista de formação e foi secretário de Estado no Maranhão.

    No último mandato de Dino como governador, Cappelli respondia pela Comunicação do governo estadual. Na primeira administração, chefiou o gabinete de representação do Maranhão em Brasília.

    O futuro ministro-chefe do GSI é pós-graduado em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

    No governo de Dilma Rousseff (PT), Cappelli trabalhou como secretário nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social. Ainda esteve em cargos de confiança no governo do Rio de Janeiro e foi secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Social em Nova Iguaçu (RJ).

    Veja imagens da invasão