Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Tarcísio sanciona lei que permite escolas cívico-militares em SP

    Projeto aprovado permite a implementação desse modelo de ensino em redes municipais e estaduais do estado de São Paulo

    Da CNN

    O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), sancionou nesta segunda-feira (27) o projeto de lei que viabiliza a implementação de escolas cívico-militares nas redes municipais e estadual de educação do estado.

    A iniciativa prevê a atuação de policiais militares como monitores nas escolas que aderirem ao programa, com o objetivo de promover disciplina e civismo entre os estudantes.

    Adesão voluntária

    A adesão ao modelo cívico-militar é voluntária, cabendo às comunidades escolares e municípios manifestarem interesse. A expectativa do governo é que pelo menos 100 escolas optem por essa mudança já neste ano.

    Para custear o projeto, serão destinados R$ 7,2 milhões por ano para o pagamento dos profissionais envolvidos. Eles passarão por um processo seletivo e terão atuação máxima de 5 anos nessa função.

    Segurança e civismo

    Durante o evento de sanção da lei, Tarcísio destacou sua experiência pessoal em um colégio militar e ressaltou os benefícios que espera com o novo modelo, como mais segurança para pais e alunos, além do reforço ao civismo.

    “A gente coloca uma opção adicional nesse roteiro, nesse cardápio, as escolas cívico-militares. Para criar um ambiente onde tenha mais segurança, para criar um ambiente onde os pais vão ter um conforto, para criar um ambiente onde a gente possa desenvolver sim o civismo, onde a gente possa sim cantar o hino nacional, onde a gente possa sim fazer com que a disciplina ajude a ser um vetor da melhoria da qualidade do ensino”, afirmou o governador.

    (Publicado por Raphael Bueno, da CNN Brasil)