Vice-governador do DF diz que PM não foi conivente em invasão de manifestantes

De acordo com Britto, o governo de Brasília recebeu a solicitação para proteger prédios específicos do Centro da capital, como o Supremo Tribunal Federal (STF), a Câmara e o Senado

Apoiadores de Jair Bolsonaro na Esplanada
Apoiadores de Jair Bolsonaro na Esplanada Antonio Molina - 6.set.2021/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Basília Rodrigues

Ouvir notícia

O vice-governador do Distrito Federal, Pacco Brito, defendeu à CNN a atuação de policiais militares de Brasília na operação de segurança na noite dessa segunda-feira (6), que não conseguiu evitar a invasão de manifestantes na Esplanada dos Ministérios.

“Não foi acordo, nem conivência. A polícia do Distrito Federal é a mais preparada para o Brasil, estão para proteger a população e prédios também”, afirmou.

De acordo com Britto, o governo de Brasília recebeu a solicitação para proteger prédios específicos do Centro da capital, como o Supremo Tribunal Federal (STF), a Câmara e o Senado.

Autoridades do governo de Brasília vão acompanhar o desenrolar das manifestações pelo sistema de monitoramento do centro integrado de operações das forças de segurança.

Mais Recentes da CNN